quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Prestes a lutar em SP, Jhonny Eduardo reclama de 'geladeira' do UFC

Contratado pelo Ultimate em 2011 no meio de uma sequência de 11 vitórias consecutivas, Johnny Eduardo não conseguiu dar continuidade ao bom momento na organização. Com uma série de lesões que o mantiveram afastado do octógono, o carioca fez apenas quatro lutas na companhia e reclamou de uma suposta 'geladeira'. E agora, escalado para enfrentar Manny Gamburyan no UFC Fight Night 100, evento que será realizado no próximo sábado (19) em São Paulo, o parceiro de treino de José Aldo pediu para se apresentar mais vezes por ano.

Durante media day realizado na cidade do Rio de Janeiro para o UFC São Paulo, Johnny conversou com jornalistas e reclamou da demora em conseguir lutar no Ultimate. De acordo com o carioca, o seu objetivo é subir no octógono bem mais que somente uma vez por ano.

"Eu to muito feliz e acho que é uma oportunidade sensacional poder lutar contra um atleta do nível do Manny Gamburyan, que já disputou WEC e vários eventos internacionais. Conheço um pouquinho do jogo dele e acho que é uma luta muito boa para mim. Eu só fico triste com a demora do UFC em me colocar para lutar. Tenho esse problema com a geladeira, que eu acho que é algo administrativo deles, e eu não tenho como mudar isso. Eu só gostaria de estar lutando mais vezes e não somente uma vez por ano", declarou.





Sem lutar desde dezembro de 2015 quando foi finalizado por Aljamain Sterling, Johnny contou que teve que correr atrás para conseguir o combate contra Gamburyan. E, após esperar oito meses e tanto insistir, o carioca foi recompensado com o duelo.

"Eu não sei porque isso. Eu pergunto para o meu empresário, fico perturbando ele. E para essa luta acontecer foi tipo isso: perturbei e pedi muito. E agora me deram a oportunidade. Oito meses esperando, sem nenhum expectativa, e bem fisicamente, com muita vontade de brigar", afirmou.

Lutador profissional desde 1996, Johnny Eduardo completou neste mês de novembro 20 anos como atleta de MMA. Membro da academia 'Nova União', o carioca coleciona na carreira um cartel com 27 vitórias e 10 derrotas.

Por: Ag. Fight
Foto: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário