sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Minotouro quer vencer revanche por filho e promete: "Vai ser faixa-preta"

Mais do que a sede por uma vingança contra Ryan Bader, Antônio Rogério Nogueira, o Minotorou, tem um outro motivo especial para vencer a luta principal do UFC neste sábado, que acontecerá no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Aos 40 anos, o lutador será pai pela primeira vez.

Empolgado com a ideia de colocar Roger no mundo, ele não esconde que terá uma dedicatória especial caso consiga o triunfo. Eles já se enfrentaram em 2010 e o norte-americano saiu vencedor por decisão dos juízes, no UFC 119.

"A expectativa é muito grande. O meu filho está chegando e eu vou dedicar essa luta, essa vitória, para ele. Estou em uma boa fase da minha carreira, é uma revanche. Eu estou embalado. E ainda vou lutar no Brasil. Quero dar essa vitória para ele", disse Minotouro durante entrevistas na véspera da pesagem.

Bader tem esbanjado confiança em sua segunda vitória. Em entrevistas a veículos brasileiros e estrangeiros, o norte-americano afirma que derrubou Nogueira como quis na primeira luta e que ele repetirá a mesma estratégia dessa vez.

Minotouro tenta não entrar no jogo de provocação, elogia o wrestling de seu adversário, mas ressalta que sempre será perigoso no chão e que já provou no passado que pode enfrentar lutadores do estilo de Bader sem ter tantas dificuldades.





A luta afiada no chão, aliás, é uma característica que Minotouro espera passar para seu filho. "Sim, eu aprovo (ele ser lutador)! É um sonho. Pelo menos faixa-preta ele vai ser. É meu sonho!", disse Minotouro aos risos.

O lutador vem de uma vitória convincente contra Patrick Cummins no UFC 198, em Curitiba, e pretende engatar o segundo triunfo consecutivo para sonhar com melhores posições no ranking. Não à toa, sonhava alto ao derrotar Alexander Gustafsson, seu rival original que se lesionou e precisou ser substituído por Bader.

Por: Danilo Lavieri e Jorge Corrêa
Foto: Reprodução/UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário