segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Douglas D' Silva nocauteia Briones após quase dois anos fora do UFC

Primeiro brasileiro a se apresentar no evento, o peso-galo paraense Douglas D'Silva, que voltou a lutar após um ano e nove meses afastado por diversas lesões, conseguiu uma bela vitória por nocaute sobre o mexicano Henry Briones aos 2m33s do terceiro round. O resultado marcou a 24ª vitória do brasileiro em 25 lutas, e o 19º nocaute da carreira. Já Briones sofreu a sexta derrota em 23 lutas.

A luta começou com D' Silva conectando alguns golpes e se movimentando bastante. Briones dominava o centro do octógono e buscava atacar encurtando a distância e se afastando em seguida. O brasileiro ensaiava uppercuts, mas conseguiu acertar um chute rodado na barriga do mexicano. Os dois lutadores passaram para a trocação franca e aberta, levantando o público até o intervalo.

A luta manteve o giro alto no segundo round. Briones tomava a iniciativa do combate, e D' Silva contra-atacava. O mexicano passou a golpear com mais eficiência, mas o brasileiro conseguiu uma boa sequência de socos, derrubando Briones. O mexicano levantou-se rapidamente, mas dois golpes de encontro de D' Silva derrubaram Briones duas vezes. O mexicano resistia, mas acabou quedado nos últimos segundos, terminando o round por baixo.

No terceiro e último round, D' Silva começou atuando no contra-ataque e aplicando jabs, que acertavam Briones e o mantinham à distância. O mexicano tentou uma sequência de socos, mas o brasileiro se protegeu bem e evitou uma joelhada voadora que poderia abalá-lo. Uma nova sequência de golpes abalou Briones, mas D' Silva não manteve a pressão. Após uma nova troca de golpes, o brasileiro acertou dois bons golpes - uma cotovelada e um soco rodado - derrubando Briones novamente e forçando o árbitro a encerrar a luta decretando o nocaute.

Sam Alvey vence Alex Nicholson em luta pouco empolgante

Em uma luta de baixo nível técnico e pouco movimentada, o peso-médio americano Sam Alvey venceu o compatriota Alex Nicholson por decisão unânime dos juízes (triplo 29-28). Esta foi a quarta luta de Alvey em 2016, e a terceira vitória seguida. Já Nicholson, que fez a terceira luta no ano, sofreu a segunda derrota.

Alex Nicholson começou a luta aplicando chutes certeiros em Sam Alvey, que não se movimentava muito, tornando-se um alvo mais fácil para o rival. NIcholson mostrava mais velocidade nos golpes, mas a 1m30s do intervalo Alvey tentou acelerar com uma sequência de socos. Nicholson recuou e revidou com um soco rodado. A luta se manteve equilibrada até o intervalo. No segundo round, após uma interrupção por chute na região genital de Alvey, Nicholson conectou bons golpes, que abalaram o rival. Alvey buscou travar a luta na grade, mas não conseguiu por muito tempo. Com ambos os lutadores aparentando cansaço, a luta caiu de ritmo, e Alvey aproveitou para conectar golpes duros no fim do round, abalando Nicholson.

No terceiro round, mesmo com tempo para se recuperar, Nicholson não conseguia impedir os golpes de Alvey, que tinham endereço certo e o acertavam com frequência. Atuando nos contragolpes, e se movimentando melhor, Sam Alvey aproveitou o cansaço do adversário para golpear e somar pontos até o fim.

Marco Polo Reyes sofre pressão no fim, mas vence Jason Novelli por pontos

No duelo entre os pesos-leves Marco Polo Reyes, do México, e Jason Novelli, dis EUA, quem levou a melhor foi o dono da casa. Após vencer os dois primeiros rounds e sofrer uma grande pressão no fim do terceiro round, Reyes acabou sendo declarado o vencedor por decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29 e 29-28).

Os dois lutadores começaram o combate se respeitando muito, e evitando buscar a trocação aberta logo de início. Reyes conseguiu conectar alguns golpes em Novelli, que tentou sem sucesso levar a luta para o chão. O mexicano voltou para o segundo round mais agressivo, mas o americano não ficou atrás, e passou a buscar mais a luta, aplicando chutes variados. Na metade do round, após tentar derrubar Reyes, Novelli sofreu uma reviravolta e ficou por baixo no solo. Em posição de superioridade, o mexicano golpeou com eficiência e se manteve em vantagem até o intervalo. O americano foi para o terceiro round disposto a buscar a vitória, mas Reyes manteve a sua estratégia de luta, apostando no boxe e em manter o rival à distância. No fim do combate, Novelli ainda conseguiu derrubar o mexicano e castigá-lo no ground and pound, mas não foi suficiente para vencer.

Enrique Barzola abre o evento com vitória tranquila sobre Chris Avila

Na luta que abriu o evento, o peso-pena peruano Enrique Barzola não teve dificuldades para vencer o americano Chris Avila por decisão unânime dos juízes (triplo 30-26). Barzola conquistou sua segunda vitória em três lutas no UFC, enquanto Avila sofreu a segunda derrota em duas lutas no evento.
Enrique Barzola Chris Avila UFC México 3 (Foto: Getty Images)
Enrique Barzola aplica um chute alto na vitória sobre Chris Avila no UFC México 3 (Foto: Getty Images)

Barzola começou a luta pressionando Avila, aplicando bons golpes e mantendo a vantagem na luta em pé, principalmente com chutes baixos e golpeando ao encurtar a distância. Usando o wrestling para dominar o americano no chão, o peruano manteve a vantagem no segundo round, e ainda foi superior na luta em pé. O panorama não se alterou no terceiro e último round, e Barzola confirmou a superioridade levando vantagem tanto em pé quanto no chão.





Por: Combate
Foto: Getty Images

Nenhum comentário:

Postar um comentário