quinta-feira, 14 de julho de 2016

Arrasador, Lineker atropela McDonald e nocauteia americano no 1º round

O recado para os adversários foi claro: não deixem John Lineker chegar perto de vocês dentro do octógono. Quando isso acontece, normalmente, o outro lutador termina no chão. O brasileiro voltou a fazer jus ao apelido de "Mãos de Pedra" e nocauteou Michael McDonald aos 2m43s do primeiro round e conquistou o maior triunfo de sua carreira ao bater o número 5 da categoria dos galos (até 61kg), na luta principal do "UFC: McDonald x Lineker", na noite desta quarta-feira, em Sioux Falls (EUA). A diferença de tamanho, notória nas lutas de Lineker no peso-galo, mais uma vez foi ignorada pelo brasileiro, 16cm mais baixo que McDonald (1,60m x 1,76m). Oitavo colocado no ranking, ele fez sua primeira luta principal em um evento do Ultimate, emplacou o terceiro resultado positivo seguido desde que subiu de divisão e provocou o campeão Dominick Cruz.

- Estou muito feliz pela oportunidade de estar na luta principal. Vim para dar o meu melhor e agradar o público e espero fazer mais vezes a luta principal e depois, que venha o título. Queria agradecer a Deus por eu estar aqui esta noite, à minha mulher, eu estou bem, sei que ela ficou nervosa. Quero deixar um recado: Dominick Cruz, estou indo para te pegar - afirmou.

McDonald começou dominando o centro do octógono, bloqueou um chute baixo e conectou chute frontal na linha de cintura. O americano acertou bom jab de encontro e um cruzado na cabeça de Lineker, que tinha dificuldades para entrar no raio de ação do rival.. Porém, na primeira vez que encurtou, acertou uma pedrada no rosto de McDonald, que desabou. O brasileiro foi para cima com cruzados e deu outro knockdown no adversário. Os dois foram para a trocação franca, do jeito que Lineker gosta. Quando isso acontece, fatalmente seus adversários são nocauteados. Com Michael McDonald não foi diferente. Nova bomba de esquerda fez o americano cair e ser golpeado até a interrupção do árbitro central.

Em duelo surpreendente, Tony Ferguson bate estreante no segundo round

A co-luta principal da noite foi um show. Tony Ferguson saiu vencedor com um triângulo de mão, aos 2m22s do segundo round, mas Lando Vannata surpreendeu o número 3 do peso-leve (até 70kg) no primeiro round. O estreante, que substituiu Michael Chiesa com pouco tempo de antecedência, mostrou boa variação nos golpes, manteve a guarda baixa e conseguiu até mesmo derrubar o adversário com um chute alto. Porém, na volta para o segundo round, o estreante mostrou problemas no gás e foi mais devagar. Ferguson aproveitou para ser mais dominante. "El Cucuy" aplicou um "superman punch", que balançou o adversário e fez com que o veterano encaixasse um triângulo de mão, o que levou à derrota de Vannatta.

Com o resultado, Ferguson chega ao oitavo triunfo seguido nos leves. O número três dos leves no ranking do UFC está com 21 vitórias e apenas três derrotas no cartel. Vannata, por sua vez, conheceu sua primeira derrota na carreira nesta noite. O atleta da Jackson-Wink tem oito vitórias e apenas um revés.

Boetsch interrompe série negativa e nocauteia Samman

Tim Boetsch interrompeu a sequência de três derrotas seguidas que se encontrava e superou Josh Samman por nocaute técnico, aos 3m49s do segundo round, pelo peso-médio (até 84kg). Após conseguir colocar o rival para baixo, ele aplicou uma sequência longa de golpes no ground and pound, enquanto seu rival apenas se defendia, até a interrupção do árbitro. Agora ele soma 19 vitórias e 10 reveses no cartel. Samman perdeu a segunda seguida e a quarta na carreira, em 15 combates.

Em luta sangrenta de pesos-pesados, Omielanczuk vence por decisão majoritária

Na única luta entre pesos-pesados da noite, o polonês Daniel Omielanczuk venceu Aleksei Oleinik por decisão majoritária dos juízes (29-28, 29-28, 28-28). O lutador perdeu o round inicial, mas abriu um corte no supercílio esquerdo do adversário no segundo e ganhou os dois assaltos finais. Com o resultado, Omielanczuk acumula a terceira vitória consecutiva e agora tem um cartel de 19 triunfos, cinco derrotas, um empate e um "No Contest". A derrota de Oleinik foi a primeira após 11 vitórias seguidas. O cartel do ucraniano de 29 anos agora é de 50 vitórias, dez derrotas e um empate.

Keita Nakamura finaliza Kyle Noke "no soar do gongo"

A buzina chegou a tocar anunciando o fim do segundo round, mas, um segundo antes, Kyle Noke deu os três tapinhas no mata-leão de Keita Nakamura, que venceu por finalização na segunda luta do card principal desta quarta-feira, pelo peso-meio-médio (até 77kg). O japonês venceu pela segunda vez no Ultimate em três lutas e recuperou-se do revés sofrido contra Tom Breese, fevereiro. Noke perdeu a segunda seguida.

Smolka vence quarta seguida no UFC na primeira luta do card principal

Para abrir o card principal, Louis Smolka venceu Ben Nguyen de maneira convincente. O americano ganhou do adversário, natural de Sioux Falls, por nocaute técnico aos 4m41s do segundo round após série de golpes no ground and pound. Essa foi a quarta vitória consecutiva de Smolka, que agora está com um cartel de 11 triunfos e apenas uma derrota. Nguyen perdeu a primeira desde que entrou no UFC e tem, no total, 14 vitórias e seis derrotas.





UFC: McDonald x Lineker
13 de julho de 2016, Sioux Falls (EUA)

CARD PRINCIPAL:

John Lineker venceu Michael McDonald por nocaute aos 2m43s do R1
Tony Ferguson venceu Lando Vannata por finalização aos 2m22s do R2
Tim Boetsch venceu Josh Samman por nocaute técnico aos 3m49s do R2
Daniel Omielanczuk venceu Aleksei Oleinik por decisão majoritária (28-28, 29-28, 29-28)
Keita Nakamura venceu Kyle Noke por finalização aos 4m59s do R2
Louis Smolka venceu Ben Nguyen por nocaute técnico aos 4m41s do R2

CARD PRELIMINAR:

Katlyn Chookagian venceu Lauren Murphy por decisão unânime (triplo 29-28)
Sam Alvey venceu Eric Spicely por finalização aos 2m43s do R1
Cortney Casey venceu Cristina Stanciu por nocaute técnico aos 2m36s do R1
Scott Holtzman venceu Cody Pfister por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28)
Rani Yahya venceu Matthew Lopez por finalização aos 4m19s do R3
Alex Nicholson venceu Devin Clark por nocaute aos 4m57s do R1

Por: Combate
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário