sexta-feira, 15 de abril de 2016

Jones revela ansiedade para voltar a ter título:"É parte da minha vida"

Em alguns dias, um dos melhores de todos os tempos volta ao octógono. Após um ano sem competir, o ex-campeão meio-pesado Jon Jones encara Ovince Saint Preux pelo título interino da categoria na luta principal do UFC 197, mas garante que o tempo afastado não será um problema.

"É difícil dizer como vou me sentir na noite da luta", disse, em conferência telefônica. "Não sei se estarei enferrujado, mas duvido que isso aconteça por conta do jeito que tenho treinado. Sei que quando for a hora, as coisas vão acontecer rapidamente, serão muitas ações e reações, e eu farei a minha estratégia", declarou o norte-americano, explicando a importância do cinturão em sua trajetória.

"Sinto que recuperar esse cinturão será muito importante para minha vida voltar a ser como era. Eu me tornei campeão aos 23 anos, e passei os últimos cinco anos enfrentando os caras mais durões do mundo com as pessoas me chamando de campeão. Esse era o meu apelido, e agora não tenho mais isso. Quero de volta, e estou tão ansioso para ter esse cinturão interino e recuperar meu título linear".





Os planos iniciais do UFC eram que Jones encarasse Daniel Cormier em uma revanche valendo o título linear, mas o campeão se afastou do combate por conta de uma lesão. Assim, 'Bones' enfrenta OSP pelo cinturão interino e, apesar de admitir que não gostou da ideia no começo, o norte-americano apontou uma vantagem.

"Inicialmente eu fiquei com um pouco de raiva, porque não fosse isso a minha chance de recuperar o título seria daqui alguns dias. Eu fiquei um pouco nervoso, mas sou o tipo de pessoa que tenta encontrar o lado positivo das coisas e interpretá-las como sinais. Talvez eu precisasse enfrentar outra pessoa. Talvez eu tivesse que enfrentar o Ovince antes", disse.



Caso vença em 23 de abril, Bones terá a chance de fazer a revanche e unificação de títulos contra Cormier, e para ele o cenário ideal seria liderar o evento de 12 de novembro, que marca a chegada do UFC a Nova York, no Madison Square Garden.

"Eu ficaria honrado de fazer a luta principal contra o Daniel Cormier no Madison Square Garden. A questão é: ele vai aceitar essa luta? Sei que ele não quer me enfrentar na minha casa. Quem sabe? Eu o enfrentaria na sala de wrestling de Oklahoma State", alfinetou.

Por: UFC Brasil
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário