quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Aldo cobra luta prometida pelo UFC e avalia tratamento dado a McGregor

Após perder o cinturão dos penas do UFC, José Aldo não tem outra ideia na cabela a não ser recuperá-lo. Com o atual Conor McGregor indo para os leves para disputar o título dos leves, diante de Rafael Dos Anjos, o brasileiro, durante a inauguração de sua hamburgueria no Rio de Janeiro, "Famous Burguer" cobrou o duelo prometido pelos dirigentes da organização: uma luta diante de Frankie Edgar pelo posto de número um na categoria.

- O Dana (White) e o Lorenzo (Fertitta) entraram no vestiário depois do combate e falaram que a próxima luta ia ser contra o Frankie Edgar, valendo cinturão, porque o Conor (McGregor) não ia bater mais o peso nos penas. Se me perguntarem e acho que a ideia do UFC era essa, lógico que o que eu queria era uma revanche. Atualmente não vejo outra luta para mim a não ser pelo cinturão ou uma revanche. Quando quis fazer o que o Conor está fazendo (disputar dos cinturões simultâneos) não deixaram, mas prometeram que se um dia eu perdesse teria a luta direto pelo cinturão. Hoje estou vendo que não era nada daquilo que falavam. Se eles têm palavra quero ter a luta que prometeram - disparou o brasileiro.

Recentemente, Ronda Rousey e Cain Velásquez receberam uma revanche imediata depois de perderem os títulos dos galos e pesados da organização, respectivamente -  a americana, porém, preferiu descansar. Sobre não ter o mesmo tratamento, Aldo foi direto.

- Não digo que nunca tive um tratamento. Na verdade nunca liguei para isso, sempre procurei chegar lá dentro e vencer lutas, continuar sendo o campeão. Nunca me importei se eles me tratavam de uma maneira diferente ou não. Nunca pedi nada. Estou pouco me lixando como eles tratam o McGregor ou qualquer outro atleta. Isso é deles, é uma empresa privada, sei como funciona - disparou o ex-campeão.





Para reforçar ainda mais sua tese de que merecia ter uma nova chance pelo título, o atleta tupiniquim relembrou outros atletas campeões, mas garantiu que não vai abaixar a cabeça caso não tenha essa oportunidade de cara.

- Antes de entrar no esporte eu já via isso. O campeão quando perde, merece uma revanche imediata. Quando aconteceu comigo, ainda mais da maneira que foi, imaginei isso. Não fico chateado, porque vou lá e irei reconquistar. Chegarei mais forte lá dentro e vou ser campeão. Todo mundo que encontro na rua para e conversa comigo não esperava isso, mas viram que não é nada daquilo que o UFC sempre falou - admitiu o peso pena.

Por: Carlos Antunes/Lance
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário