segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

"Aldo vai entrar como o maior azarão em sua própria mente", diz McGregor

Campeão peso-pena do UFC, José Aldo é o único dono do cinturão da divisão desde que o Ultimate incorporou o WEC e criou a categoria. O brasileiro tem apenas uma derrota na carreira, que foi há 10 anos. Ainda assim, ele é o azarão do duelo contra Conor McGregor nas casas de aposta de Las Vegas, por uma pequena diferença.

Na Bovada, por exemplo, McGregor tem - 145 contra + 115 do brasileiro. O que significa que é preciso investir US$ 145 (R$ 551) no irlandês para, em caso de vitória, levar US$ 100 para (R$ 380) casa. Já a cada US$ 100 investidos em Aldo, o apostador leva US$ 115 (R$ 437), se o brasileiro sair com o braço erguido.

O favoritismo de Conor, no entanto, caiu bastante nas últimas semanas. Quando o duelo foi anunciado pela segunda vez, ele abriu a lista de apostas com -180 contra + 150 de Aldo. Mas para o irlandês, sendo por uma diferença grande ou pequena, nada o tira do favoritismo para vencer o confronto:

- Lá no passado, há muito tempo atrás eu disse: quando essa luta acontecer, eu serei o favorito e ele o azarão. Disse isso há muito tempo, porque sou o favorito na minha cabeça. Eu vou entrar nessa luta muito favorito na minha mente e ele vai entrar como o maior azarão em sua própria mente. É por isso que vocês estão vendo esses números nas casas de aposta - declarou Conor em conversa com a imprensa, na Califórnia, durante a semana.

McGregor, que finalizou o seu camp na Irlanda e viajou para os EUA, há uma semana, com o time completo de treinadores, conta que, por conta da proibição da reidratação por soro, que entrou em vigor no dia 1º de outubro, buscou ajuda especializada para conseguir se reidratar de forma adequada após a pesagem. O irlandês também relembrou que entrou no duelo contra Chad Mendes, em julho, com o joelho lesionado e que, por conta disso, teve um corte de peso difícil.

-  Nós trouxemos pessoas especialistas dessa vez e estou preparado para isso. Acho que o meu peso está certinho, estou um pouco melhor. Quando você está lidando com lesões, você não consegue ter as sessões que você precisa para te ajudar no corte de peso e é isso que eu precisava naquela luta contra o Chad Mendes. Mas eu entrei lá e fui um animal. Poderia lutar o dia todo contra aquela suposta pressão que o Chad deveria ter colocado sobre mim. Agora estou no peso certo na balança, mas meu corpo está diferente, se é que isso faz sentido. Estou um pouco mais magro, tudo está perfeito.

Conhecido pelas frases polêmicas e pela autoconfiança, Conor conta que aprendeu bastante com os problemas superados no caminho para a disputa do título interino:





- Depois de tudo o que eu passei no meu camp passado, eu me tornei à prova de bala, me tornei invencível aqui na minha cabeça e no meu corpo. Nada pode me parar, você pode tentar de tudo, mas nada pode atrapalhar esse meu pensamento - finalizou.

O Canal Combate transmite o UFC 194 ao vivo e com exclusividade no próximo sábado, 12 de dezembro, a partir das 22h (horário de Brasília) e o Combate.com acompanha o evento em tempo real, com transmissão da primeira luta, também a partir do mesmo horário. Por motivos contratuais, a Rede Globo exibirá o duelo com 30 minutos de atraso.

UFC 194
12 de dezembro, em Las Vegas (EUA)

CARD PRINCIPAL - a partir de 1h (horário de Brasília)

Peso-pena: José Aldo x Conor McGregor
Peso-médio: Chris Weidman x Luke Rockhold
Peso-médio: Ronaldo Jacaré x Yoel Romero
Peso-meio-médio: Demian Maia x Gunnar Nelson
Peso-pena: Max Holloway x Jeremy Stephens

CARD PRELIMINAR - a partir de 22h (horário de Brasília)

Peso-galo: Urijah Faber x Frankie Saenz
Peso-palha: Tecia Torres x Jocelyn Jones-Lybarger
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Colby Covington
Peso-leve: Léo Santos x Kevin Lee
Peso-leve: Joe Proctor x Magomed Mustafaev
Peso-leve: John Makdessi x Yancy Medeiros
Peso-meio-médio: Court McGee x Márcio Lyoto

Por: Evelyn Rodrigues/Combate
Foto: Getty Images

Nenhum comentário:

Postar um comentário