quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Ronda pretende "desaparecer" após muita exposição e voltar só no UFC 200

Constantemente nas capas dos sites e revistas, Ronda Rousey já sabe o que pretende fazer depois do UFC 193, que acontece neste sábado (14): "desaparecer". A norte-americana quer dar um tempo diante dos holofotes e fazer as pessoas "sentirem saudades".

"Estou vendendo um produto e preciso estar lá. Não tenho opção de não estar", afirmou Ronda, em entrevista à "Rolling Stones", dos Estados Unidos. "Mas depois dessa luta, definitivamente vou deixar as pessoas com saudades de mim. Acredite, não há nada que eu queira mais do que desaparecer por um tempo".

Dona do cinturão dos galos femininos do UFC, Ronda terá pela frente Holly Holm na edição que acontecerá na Austrália. Depois dessa luta, a loira pretende voltar ao octógono em 2 de julho de 2016, data do UFC 200.

"Quero esperar até o UFC 200 para lutar de novo. Vou fazer filmes nesse meio tempo, então continuarei atarefada", continuou.





Nos últimos meses, Ronda Rousey foi presença constante na mídia. Ela marcou presença em programas de entrevistas, participou como apresentadora do Sportscenter dos Estados Unidos e ainda fez ensaios fotográficos.

Sobre o excesso de exposição, Ronda diz ser necessário para conseguir vender suas lutas. "Não é porque eu gosto de estar maquiada todos os dias. É legal, é um trabalho incrível, mas ainda é um trabalho. Faço porque me ajuda a viver, não porque sou extremamente vaidosa e quero ver meu rosto em todos os lugares", completou.

Desde 2013 no UFC, Ronda fez seis lutas pela organização e venceu todas elas: Liz Carmouche, Miesha Tate, Sara McMann, Alexis Davis, Cat Zingano e Beth Correia.

Por: UOL Esporte
Foto: Reprodução/Ronda

Nenhum comentário:

Postar um comentário