terça-feira, 3 de novembro de 2015

Maldonado admite limitação técnica e promete bater mais no UFC SP

O meio-pesado (93 kg) Fábio Maldonado teve seu adversário trocado a 20 dias do UFC São Paulo, que acontece no próximo dia 7 de novembro. Com a lesão de Tom Lawlor, o 'Caipira de Aço' foi escalado para encarar Corey Anderson, o que o obrigou a fazer mudanças consideráveis em seu treinamento, uma vez que o primeiro era canhoto e mais baixo. O paulista, que foi treinar na ATT em busca de evolução, usou a sinceridade de sempre para admitir que não é muito bom tecnicamente e que não aprende rápido, mas prometeu "bater mais", algo que faltou em sua última derrota para Quinton Jackson.

Com cinco vitórias e cinco derrotas dentro do UFC, o paulista revelou o desejo de não ser conhecido apenas por sua bravura e queixo resistente, e que vem treinando duro para acelerar o seu processo evolutivo, conforme confirmou em entrevista à Ag. Fight.

"Os treinos estão bacanas porque dessa vez eu vim menos lesionado e a evolução do treino é no dia a dia, é difícil você apresentar uma grande mudança em pouco tempo. Eu não sou um lutador que consegue aprender rápido as coisas, essa é a verdade. Mas eu estou treinando bastante wrestling e jiu-jitsu aqui na ATT, todo dia faço meu trabalho. Não quero ser conhecido apenas pelas minha bravura nas derrotas, mas é como eu te disse, tecnicamente eu não sou tão bom, nem no boxe, que é o meu ponto forte", disse Maldonado.





Dono de uma resistência física invejável, o 'Caipira de Aço' reconhece que demora muito para 'entrar' nos combates e prometeu procurar a luta desde o começo, para deixar o seu cartel positivo na organização americana e não cometer os mesmos erros da última peleja.

"Normalmente tento fazer uma tática usando golpes de encontro. Mas é claro que eu preciso bater mais, preciso impor o meu ritmo, é o que faltou para mim na última luta. Sempre sonhei ser o Rocky Balboa, que mesmo que apanhasse muito, no final vencia, mas demorei a reagir na minha luta contra o Rampage, mas ele é um cara perigoso e tive que me preocupar com a defesa. Faltou bater mais.  Vou tentar imprimir o meu ritmo dessa vez, tentar bater bastante para conseguir um nocaute em São Paulo", encerrou Fábio.

Na luta principal do UFC São Paulo, o brasileiro Vitor Belfort encara o americano Dan Henderson em uma das trilogias mais aguardadas dos últimos tempos, que conta com uma vitória para cada lado.

Por: Ag. Fight
Foto: Getty Images

Nenhum comentário:

Postar um comentário