sábado, 7 de novembro de 2015

Belfort e Henderson escrevem último capítulo de trilogia no UFC São Paulo

No fim dos anos 90, Vitor Belfort e Dan Henderson estreavam no Vale-Tudo. Jovens, promissores e em busca de um lugar ao sol. Neste sábado, suas carreiras se entrelaçam pela terceira vez, agora, no UFC São Paulo, no Ginásio do Ibirapuera. Veteranos e fontes de inspiração para os novatos, eles protagonizam um evento do Ultimate quase 20 anos depois de ingressarem nas artes marciais mistas.

O capítulo final da trilogia desempatará a disputa particular que eles travam. Em 2006, pelo extinto Pride, "Hendo" levou a melhor na decisão dos jurados após três rounds. O troco se deu sete anos depois, com juros e correção monetária, quando o "Fenômeno" nocauteou o oponente na etapa inicial após uma atuação implacável.

Desta vez, Belfort e Henderson tentam provar que ainda podem lutar em alto nível. O brasileiro vem de derrota para Chris Weidman, em disputa do cinturão dos médios, enquanto Henderson bateu Tim Boetsch em 28 segundos, espantando a má fase, que durava dois combates.

A co-luta principal é, também, um duelo de dois atletas que buscam estar dentre os melhores do peso-meio-pesado. De um lado, Glover Teixeira, ex-desafiante ao cinturão da categoria. Do outro, Patrick Cummins, especialista em wrestling e carrasco dos brasileiros Antônio "Cara de Sapato" e Rafael Feijão. Os integrantes do UFC São Paulo vêm de vitória e prometem um combate equilibrado.

Antes de os veteranos entrarem em ação, será a vez da nova geração brasileira se apresentar no octógono. Campeão mundial de jiu-jítsu, Gilbert Durinho tem pela frente seu maior desafio, o russo Rashid Magomedov, embalado por três triunfos na companhia, assim como o anfitrião. Em seguida, Alex Cowboy mede forças com Piotr Hallman. Contratado pelo Ultimate em março deste ano, o atleta da TFT fará sua quarta luta e busca a terceira vitória. O polonês atravessa fase delicada e corre risco de demissão após reveses para Gleison Tibau e Magomed Mustafaev.

Considerado uma das grandes esperanças do país no peso-galo, Thomas Almeida mostrou na pesagem que a torcida estará em peso a seu favor. O representante de Chute Boxe acumula 19 vitórias, nunca perdeu e encara Anthony Birchak, também entusiasta da trocação.





No card principal, onde estão nomes menos badalados, a luta entre Thiago Tavares e Clay Guida, pelo peso-galo, é a que gera boa parte da expectativa do público. O catarinense perdeu para Brian Ortega em junho e busca a reabilitação contra o excêntrico americano, famoso pela vasta cabeleira, pelos arrotos disparados nos intervalos dos rounds e por ser um verdadeiro "carrapato", capaz de anular a estratégia dos oponentes. "The Carpenter" - ou "O Carpinteiro" - fará a 48ª luta de seu cartel, composto por 32 vitórias e 15 derrotas.

Com lutas interessantes, unindo veteranos e promessas, o card possui ainda atletas que vem sendo menos divulgados, porém capazes de duelos empolgantes, como Fábio Maldonado, Kevin Souza e Viscardi Andrade.

O Combate transmite o UFC São Paulo ao vivo, na íntegra, a partir de 21h (horário de Brasília).

UFC: Belfort x Henderson 3
7 de novembro, em São Paulo (SP)

CARD PRINCIPAL - a partir de 1h (horário de Brasília):

Peso-médio: Vitor Belfort x Dan Henderson
Peso-meio-pesado: Glover Teixeira x Patrick Cummins
Peso-galo: Thomas Almeida x Anthony Birchak
Peso-leve: Alex Cowboy x Piotr Hallmann
Peso-leve: Gilbert Durinho x Rashid Magomedov
Peso-meio-pesado: Fábio Maldonado x Corey Anderson

CARD PRELIMINAR - a partir de 21h30 (horário de Brasília)

Peso-leve: Gleison Tibau x Abel Trujillo
Peso-leve: Yan Cabral x Johnny Case
Peso-pena:Clay Guida x Thiago Tavares
Peso-pena: Kevin Souza x Chas Skelly
Peso-meio-médio: Viscardi Andrade x Gasan Umalatov
Peso-galo: Pedro Munhoz x Jimmie Rivera
Peso-galo: Bruno Korea x Matheus Nicolau

Por: Marcelo Barone e Marcelo Russio/Combate
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário