terça-feira, 12 de maio de 2015

Miocic massacra Hunt e se mantém no topo dos pesados do UFC

Para um card com poucos nomes de peso, a noite (dia lá) de lutas do UFC Austrália foi surpreendentemente boa e contou com duelos interessantes, reviravoltas, nocautes e finalizações rápidas além de um Mark Hunt completamente massacrado por Stipe Miocic no duelo principal da noite.


Os fãs de MMA que compareceram no Adelaide Entertainment Centre, na Austrália, neste sábado (9), não se decepcionaram. Em um evento com lutas empolgantes, o UFC Adelaide terminou com um card principal ainda mais eletrizante, onde apenas o último combate passou do primeiro round.
Na luta principal, Stipe Miocic frustrou os presentes ao atropelar o neozelandês Mark Hunt e vencer por nocaute no quinto round. A estratégia do americano ficou clara logo no primeiro round, quando trocou alguns socos em pé, mas logo colocou a luta para baixo e trabalhou um ground and pound que cansou bastante o gordinho de 40 anos.

No segundo round a situação se repetiu, mas até com mais facilidade para o americano, que colocou Hunt para baixo ainda no começo do assalto. O neozelandês conseguiu se levantar e eles passaram a trocar golpes em pé. A vantagem foi de Miocic, mas Hunt mostrou muita raça e até atingiu o americano no fim.

O terceiro assalto foi um verdadeiro massacre! Após conseguir colocar a luta pro chão e encurralar Hunt na grade, Miocic surrou o neozelandês sem dó durante mais de dois minutos, mas o árbitro central preferiu dar sequência ao duelo e Hunt sofreu nas mãos do adversário.





A situação se manteve igual no quarto e quinto assalto até que finalmente o juiz resolveu interferir e encerrar o massacre que vinha sendo aplicado por Stipe Miocic no meio do quinto round, dando a vitória ao americano por nocaute técnico.

"Eu queria agradecer a Austrália, um lugar lindo. Não me importa qual lutador vier, pode vir. Sabia que ele (Hunt) podia me nocautear, mas eu consegui. Agora vou descansar um pouco com minhas famílias e meus amigos", afirmou Miocic ainda dentro do octógono ao final da luta.

Atual número 4 da divisão dos pesados (120 kg), Miocic se recuperou do revés sofrido para Junior 'Cigano' em dezembro de 2014 e finca seu nome como um dos principais da categoria. Já Hunt acumula seu segundo revés consecutivo.

Duelos intensos

Pouco antes dos pesos-pesados subirem no octógono, Robert Whittaker levantou a plateia com um nocaute espetacular em cima de Brad Tavares. O neozelandês aplicou dois cruzados de esquerda que abalaram o americano e finalizou a luta no chão com outra sequência de golpes. Tudo isso em meros 44 segundos, deixando os torcedores em êxtase.

Na luta anterior, outro nocaute super veloz. O meio-pesado (93 kg) americano Sean O'Connell desferiu uma sequência de golpes em Anthony Perosh e obrigou o árbitro a intervir com apenas 56 segundos.

"Me sinto bem. Ele é um cara muito duro e para vencê-lo não se pode deixar nas mãos dos juízes. Ele é um veterano e temos que manter a distância e o respeito, porque ele pode te colocar em perigo a qualquer momento. Foi a melhor vitória da minha carreira. Obrigado a ele e a bela cidade de Adelaide", comemorou O'Connell ao final do duelo.

CARD PRINCIPAL

Stipe Miocic venceu Mark Hunt por nocaute no quinto round;

Robert Whittaker venceu Brad Tavares por nocaute no primeiro round;

Sean O'Connell venceu Anthony Perosh por nocaute no primeiro round;

James Vick venceu Jake Matthews por finalização (estrangulamento) no primeiro round.

CARD PRELIMINAR

Dan Hooker venceu Hatsu Hioki por nocaute no segundo round;

Kyle Noke venceu Jonavin Webb por decisão dividida dos juízes;

Sam Alvey venceu Dan Kelly por nocaute no primeiro round;

Bec Rawlings venceu Lisa Ellis por finalização (mata-leão) no primeiro round;

Brad Scott venceu Dylan Andrews por finalizacão (guilhotina) no segundo round;

Alex Chambers venceu Kailin Curran por finalização (chave de braço) no segundo round;

Brendan O'Reilly venceu Vik Grujic por decisão unânime dos juízes;

Ben Nguyen venceu Alptekin Özkılıç por nocaute no primeiro round.

Por: Ag. Fight
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário