quinta-feira, 28 de maio de 2015

Charles ‘do Bronxs’ aposta em evolução do jogo na busca pelo título do UFC

Quase quatro anos depois de ter a vitória sobre Nik Lentz anulada por conta de uma joelhada ilegal, Charles ‘do Bronxs’ terá um acerto de contas com o americano. A aguardada revanche acontece neste sábado (30), no UFC Goiânia, e o peso-pena (66kg) não esconde o desejo de resolver as pendências que tem com o rival.

“Agora é a hora de se acertar e ver quem é quem. Essa luta era para ter acontecido faz tempo, e agora é o momento, aqui no Brasil. É cair para dentro e, se Deus quiser, conquistar essa vitória. Ele gosta de falar, mas isso não me incomoda. Lá em cima do cage a gente não tem que falar, a gente tem que lutar, e é isso o que eu vou fazer. Ele sabe o que aconteceu na última luta e ele sabe o que vai acontecer agora de novo, então o importante é eu estar focado, bater meu peso, e representar bem meu país e minha academia”, disse o paulista em conversa com a Ag Fight.

A luta chama a atenção não só por ser uma revanche, mas também porque o vencedor pode conquistar uma boa posição no ranking da categoria. Atualmente, Charles ocupa a oitava colocação, enquanto Lentz desceu para o nono lugar na última atualização da lista.

Campeão dominante, José Aldo praticamente limpou a categoria. Caso ele vença Conor McGregor em 11 de julho, restarão poucas opções de desafiantes para o brasileiro, e Charles enxerga isso como uma oportunidade de chegar ao topo da divisão.





“Acho que agora vai começar a afunilar. (...) Essa luta é mais um passo que eu vou dar para frente. Se eu ganhar, pode acontecer de eu ser o próximo (desafiante), e pode ser que não. Eu estou lutando, estou dando meu melhor, vencendo meus oponentes. Quero vencer. Quando o Joe Silva me ligar e falar que é a hora, eu estarei pronto. Vou treinar para isso”, declarou, apostando em sua evolução para conquistar o sonhado title-shot.

“Quando eu entrei no UFC, só sabia jiu-jitsu. Entrar no UFC é a coisa mais fácil do mundo, o difícil é se manter lá dentro. Eu vi que para chegar no título eu preciso ser bom em tudo, então eu treino boxe, muay thai, wrestling e faço preparação física, que são coisas que eu não fazia. Isso que vocês estão vendo é a minha evolução. Nessa luta vocês vão ver a minha evolução na parte em pé, na força trabalhando na grade. Para essa luta aí pode acontecer até um nocaute, mas eu sei que ainda tenho muito para aprender”, declarou.

Por: Ag. Fight
Foto: Ivan Raupp

Nenhum comentário:

Postar um comentário