quarta-feira, 13 de maio de 2015

Barão diz não respeitar TJ Dillashaw como campeão: "É muito fanfarrão"

TJ Dillashaw está longe de ser como Chael Sonnen e Conor McGregor, especialistas na arte de provocar adversários. Nem por isso o campeão do peso-galo passa despercebido. Próximo desafiante ao título da categoria, Renan Barão, que faz a revanche com o americano dia 25 de julho, no UFC Chicago, criticou o estilo do oponente.

Em compromisso com a imprensa na última segunda-feira, Barão explicou por que não respeita o atleta da Team Alpha Male, que o venceu em maio do ano passado, por nocaute técnico, e tomou-lhe o título dos galos.

- Eu não respeito o Dillashaw como campeão. Vou sair na mão com ele. Ele é muito falastrão, fanfarrão, por isso não o considero campeão.

Sem atuar desde dezembro de 2014, quando finalizou Mitch Gagnon, no "UFC Fight Night: Machida x Dollaway", em Barueri, Barão afirma que dedicou o período para afiar seu jogo de solo e fez um alerta a Dillashaw.

- Aproveitei para melhor meu jiu-jítsu, fazia um tempo que não treinava de quimono. Treinei bastante e absorvi técnicas novas. Treino jiu-jítsu com os melhores do mundo. Se a luta for para o chão, vai complicar para ele. O objetivo é tentar finalizar ou nocautear. Não fujo das minhas origens. Luto sempre para a frente. Vou entrar arisco, e o resultado será outro.

Por ser o desafiante, Barão, apesar de ex-detentor do cinturão, acredita que a responsabilidade seja maior para Dillashaw, que defende o título pela segunda vez.

- Ele terá um pouco mais de pressão por ser o campeão. O meu objetivo é soltar o jogo o máximo possível, entrar confiante e trazer o cinturão de volta ao Brasil. Estudamos bastante o jogo dele e estamos fazendo um excelente trabalho, que poderá ser visto no dia da luta.

O reencontro entre Barão e Dillashaw era para ter acontecido no UFC 177, em agosto do ano passado. O brasileiro sentiu-se mal, desmaiou na véspera do evento e acabou substituído por Joe Soto. Apesar do contra-tempo, o faixa-preta de jiu-jítsu garante que, desta vez, a história será outra.

- Na realidade, não tive problema. Aconteceu uma vez só. Bati 30 vezes o peso e, na única vez que isso não aconteceu, as pessoas falam que tive problema. Infelizmente isso acontece, e pode acontecer com qualquer um. Estou tranquilo, bem acompanhando, cumprindo a dieta. Estou fazendo o que sempre fiz.





Barão promete uma performance diferente no octógono, o que poderá ser notado apenas no dia 25 de julho. Entretanto, sua mudança estética está aparente. O lutador consertou a arcada dentária e esbanjou sorrisos durante a entrevista.

- É outro estilo, temos de estar sempre melhorando. Dei uma apimentada (risos). As amigas falam que estou mais bonito. Não tenho preocupação com imagem (risos), mas é bom mudar um pouco. Daqui a pouco passo a máquina zero no cabelo, arranco os dentes e pronto (risos).

UFC: Barão x Dillashaw 2
25 de julho, em Chicago (EUA)

CARD DO EVENTO (até agora)

Peso-galo: TJ Dillashaw x Renan Barão
Peso-galo: Miesha Tate x Jessica Eye
Peso-leve: Edson Barboza x Myles Jury
Peso-leve: Danny Castillo x Rustam Khabilov
Peso-leve: Joe Lauzon x Takanori Gomi
Peso-meio-médio: Antônio Braga Neto x Zak Cummings
Peso-leve: Ramsey Nijem x Erik Koch
Peso-leve: Daron Cruickshank x James Krause
Peso-meio-pesado: Gian Villante x Tom Lawlor
Peso-meio-médio: Ben Saunders x Kenny Robertson

Por: Marcelo Barone/Combate
Foto: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário