segunda-feira, 13 de abril de 2015

Wanderlei Silva: "Se eu vou lutar hoje, tenho que estar limpo apenas hoje"

A cruzada de Wanderlei Silva contra o UFC e a Comissão Atlética de Nevada vem ganhando novos capítulos a cada semana. Em entrevista ao site "MMA Fighting", o lutador deu uma declaração polêmica, afirmando que o lutador só deve ser testado para a existência de drogas proibidas em seu organismo no dia da luta, e não de surpresa, como a NSAC passou a fazer recentemente, após seguidos casos de doping de algumas das maiores estrelas do UFC.

- Se vou lutar hoje, tenho que estar limpo só hoje. Há anti-inflamatórios e analgésicos que são considerados doping, mas na verdade não são. Sou contra esteroides, eles são um mal para o esporte. Mas o lutador tem o direito de fazer o que quiser quando está fora do período de competição. É direito dele! Não se pode invadir sua vida e analisar seu sangue para saber o que ele está fazendo. Sou contra todos os tipos de drogas e esteroides, mas os atletas têm direito à privacidade. Eles têm que estar limpos no dia da competição. Fora dela, cada um cuida da sua vida.

Sem citar o nome de Dana White ou o UFC, o "Cachorro Louco" questionou a decisão de Anderson Silva ter lutado contra Nick Diaz no UFC 183, após ter sido flagrado em um exame antidoping realizado cerca de um mês antes do evento.

- Ouvi dizer que Fertitta já foi presidente da comissão. E pergunto: quem nomeia esses caras? Quem os paga? De onde vem o dinheiro? Como um atleta flagrado em um exame antidoping um mês antes da luta é autorizado a lutar? Se um atleta desconhecido, em começo de carreira, é pego por doping um mês antes da sua luta, ele é destruído pelo dono do evento na coletiva de imprensa, como ele sempre faz. Ele gosta de aparecer, e vai lá e detona os atletas. Por que não fez isso com esse atleta que foi pego um mês antes da luta? O problema é que eles deixaram um atleta dopado lutar contra um atleta limpo. Eles não lutaram em igualdade de condições. Você precisa estar limpo no dia da luta. Isso não aconteceu e ele lutou assim mesmo. Por que? Porque era a luta principal de um dos eventos mais lucrativos do ano. Isso não é um esporte, é um circo. Está tudo armado, e nós não aceitamos isso. O ponto não é essa ou aquela punição, mas a mesma punição para todos, do card preliminar à luta principal.

Wanderlei Silva disse na entrevista não se arrepender de nada do que fez e disse, e acusou as autoridades americanas de constrangimento e invasão de privacidade dos lutadores.

- Não me arrependo de nada que eu fiz. Ouvi algumas coisas que a comissão fez com os lutadores... Parece que eles chegaram à casa do campeão às 6h50m da manhã para testá-lo. O que é isso? Uma piada? Também ouvi que um atleta famoso teria sido obrigado a ficar nu diante de muita gente para ser testado. Nós estamos sofrendo abusos! Estão tirando nossos direitos como cidadãos. O teste tem que ser feito no dia da competição, e um lutador tem que estar dentro dos limites e no mesmo nível que seu adversário no dia da luta. O que estão fazendo é contra a constituição. Essa lei não existe. Eles não são atletas e não sabem o que nós passamos para dar o show para os fãs.

Afastado das atividades de luta desde ter se ausentado de sua academia quando representantes da Comissão Atlética de Nevada chegaram ao local para fazer um teste antidoping surpresa, Wanderlei Silva diz que vem perdendo o desejo de voltar a lutar.





- O UFC tirou o meu desejo de lutar. Nós temos que mudar tudo o que vem acontecendo com essa comissão vergonhosa. Eles estão estragando tudo, não sabem o que estão fazendo. Eles estão banindo um cara que jamais foi pego em qualquer exame antidoping, e sem ter qualquer poder sobre ele para fazerem isso, ainda mais por ele não ter assinado qualquer contrato para lutar. E, por outro lado, um cara que foi pego diversas vezes no antidoping está autorizado a lutar pelo cinturão. Eu sempre lutei limpo, e eles querem me banir. Não aceito essa punição. Essa comissão não tem autoridade sobre mim, mas conseguiu tirar o meu desejo de lutar. O engraçado é que o presidente do evento diz uma coisa e a comissão decide exatamente o que ele fala. é como se ele soubesse exatamente o resultado de um julgamento antes mesmo do julgamento acontecer.

O lutador afirmou que a guerra contra o UFC e a NSAC está apenas começando, e conclamou os atletas a se unirem ao seu redor.

- A guerra está só começando. O MMA está piorando por causa deles. Não temos mais lutas épicas, clássicos ou lutas que o mundo para para assistir. O que levou anos para ser construído está desabando. Um ex-campeão deste evento está pedindo dinheiro para ser operado, e o promotor não liga para ele para ajudá-lo. Os caras que hoje recebem as bolsas de participação preciam entender que esse cara vai falar mal deles no futuro. Temos que nos unir agora, enquanto todos estão fortes, caso contrário seremos oprimidos no futuro.

Por: Combate
Foto: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário