segunda-feira, 27 de abril de 2015

Vítima sofreu fratura, e polícia pede mandado de prisão contra Jon Jones

A situação de Jon Jones se agrava cada vez mais. O campeão peso-meio-pesado do UFC, que causou um acidente e fugiu do local sem prestar socorro à vítima no último domingo, teve sua situação alterada, por conta da lesão sofrida pela mulher grávida que estava no carro atingido pelo veículo que o lutador estaria dirigindo. Segundo o site "MMA Fighting", a mulher, cuja identidade é mantida em segredo, sofreu fratura no braço, o que torna Jones - atualmente apenas suspeito de causar danos menores - um acusado formal de "crime doloso". Pela lei do estado do Novo México, caso seja condenado, Jones poderia pegar até três anos de detenção, além do pagamento de multas. A polícia local informou que já solicitou à Justiça um mandado de prisão contra Jon Jones.





Segundo a porta-voz da polícia da cidade de Albuquerque, Tanner Tixier, a gravidade das lesões da vítima e a não prestação de socorro por parte do causador do acidente, são pontos fundamentais para a determinação da situação do atleta ante a Justiça local.

Caso seja acusado e condenado por danos menores, a pena máxima prevista é de no máximo um ano de detenção e pagamento de multa.

Por: Combate
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário