sexta-feira, 17 de abril de 2015

Rockhold promete surra, mas descarta vitória rápida sobre Lyoto

O futuro da divisão dos pesos médios (84 kg) pode ser definido neste sábado (18), quando Lyoto Machida e Luke Rockhold fazem a luta principal do UFC on Fox 15, que acontece em Newark, Nova Jersey. Além da escalada em algumas posições do ranking, a vitória pode valer a chance de disputar o título da categoria.

Embalado em três triunfos no octógono, Rockhold não quer apenas uma vitória sobre o brasileiro. Em conversa com a Ag. Fight, o ex-campeão do Strikeforce revelou os planos de se tornar um dos poucos atletas a finalizar ou nocautear Machida, algo que nem mesmo o campeão da categoria, Chris Weidman, conseguiu fazer.

“Acredito que vou ganhar minha disputa de título se eu nocautear ou finalizar. O campeão não conseguiu fazer isso. Sempre que me preparo para uma luta, meu plano é dominar. Eu quero executar minha estratégia e me preparo para o pior. Para qualquer luta é preciso se planejar, pensar direito. Se você não faz isso, provavelmente tem algum problema e não irá longe no esporte”, declarou.

Por conta do estilo pouco comum de Machida, que é oriundo do caratê, muitos dos antigos adversários do ‘Dragão’ procuraram especialistas na arte japonesa para tentar simular o jogo do brasileiro, mas Rockhold preferiu não ir por essa linha. Integrante da American Kickboxing Academy (AKA), uma das maiores equipes de MMA do mundo, o americano diz ter economizado dinheiro nesse aspecto, e garantiu estar pronto.

“Não trouxe ninguém do caratê. Acho que as pessoas ficam preocupadas demais em replicar perfeitamente o estilo do oponente, e isso demonstra fraqueza mental. É preciso acreditar em si mesmo, ser confiante. Eu tenho a ajuda dos meus treinadores para formular uma estratégia, então não desperdicei um monte de dinheiro procurando um cara do caratê para treinar. Isso não é necessário. Estou pronto”, disse.





Dono de um cartel de 13 vitórias e duas derrotas, Rockhold só passou do primeiro round de uma luta em três ocasiões, sendo duas delas em disputas do título do Strikeforce. Apesar do histórico de lutas rápidas, o americano confessou que não espera ver o duelo encerrado em menos de cinco minutos.

“Espero que não seja uma luta longa, mas o Lyoto é um cara complicado, então nem sempre a luta vai acontecer da maneira como eu espero. Acredito que posso pressioná-lo, ditar o ritmo e o colocar em uma situação ruim. Vou machucá-lo, e vou acabar com a luta. Esse é meu plano. Não vou apressar as coisas, e provavelmente não vai ser uma das minhas vitórias no primeiro round, mas acho que posso vencê-lo em até três rounds”, disse o atleta, voltando a prometer uma performance dominante.

“Vou caçar o Lyoto, vou machucá-lo com meus golpes, dar uma surra no clinche e potencialmente finalizá-lo no chão. Vou machucá-lo em pé, talvez derrubá-lo. Vou tirar vantagem de tudo e acabar com a luta”, garantiu.

Por: Ag. Fight
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário