quinta-feira, 23 de abril de 2015

Machida revela "apagão" no segundo round, após receber golpe na nuca

Protagonista da luta principal do UFC do último sábado, em Newark, nos EUA, Lyoto Machida iniciou o duelo contra Luke Rockhold agressivo e conectando bons socos. No entanto, após levar uma direita do americano, que o derrubou, o brasileiro passou por um sufoco para sobreviver ao ground and pound e às tentativas de finalização do rival, mas conseguiu chegar até o final do primeiro round do duelo.

Em entrevista exclusiva ao Combate.com, o Dragão contou que voltou ainda atordoado para o segundo round e que passou a lutar "no automático". Ele também diz que esqueceu os momentos do duelo que se sucederam a um golpe que atingiu a sua nuca, ainda durante o ground and pound do primeiro assalto:

- Na verdade fiquei fora da luta mesmo no fim do primeiro round. Acho que tomei um golpe na nuca, alguma coisa assim, que senti um impacto. A partir dali, fiquei muito tonto, comecei a ver as coisas um pouco diferentes... não tive tempo suficiente para me recuperar para o segundo round e voltei daquela forma. Não estava lembrando mesmo, fui lembrar só depois de alguns momentos. Eu já não estava conseguindo ouvir mais nada ali. O segundo round eu lutei no automático, liguei no automático e bola para frente. Queria ver se eu conseguia recuperar ali. Só que aconteceu que, em uma de nossas entradas, eu tropecei na perna dele, eu vi o vídeo e eu tropecei na perna dele, aí como ele começou a me bater ali no chão e eu já não estava bem, comecei a tomar outras porradas por cima ali e aí realmente não consegui recuperar - explicou.

Machida acabou batendo em desistência aos 2m31s do segundo round, depois que Rockhold encaixou um mata-leão. Foi o segundo revés do brasileiro por finalização em 28 duelos. Conhecido por seu estilo de luta tático e bastante elusivo, o ex-campeão peso-meio-pesado do UFC tem como uma de suas marcas registradas o caratê e sabe esperar o momento certo de atacar o adversário. Tal estratégia, no entanto, não funcionou contra o atleta da AKA.

- A estratégia era conduzir a luta ali no início, principalmente no primeiro round, que é um round de estudo em que eu estava fazendo uma leitura da estratégia dele, da qualidade dele, da velocidade, de tudo. A estratégia no início era essa, fazer uma leitura e ver sem se agoniar, de querer partir logo para cima, já que era uma luta de cinco rounds - explica o brasileiro.

Após o combate, Lyoto foi encaminhado para o hospital e não compareceu à coletiva de imprensa pós-evento. Liberado depois de se submeter a exames, ele diz que já está quase 100% recuperado:

- Fui ao hospital, fiz alguns exames e só deu algumas lesões pequenas. O olho que ficou um pouco inchado. Já a nuca, eles falaram que tinha inchado um pouco, mas talvez fosse mais muscular. Quando cheguei em Los Angeles fiz outro exame em outro hospital também, mas está tudo ok, tudo bem, não teve nenhum traumatismo nem nada, foi só realmente a lesão da hora da luta ali, eu já estou bem - garantiu.





Machida reconheceu a superioridade de Rockhold na luta e disse que vai tentar aprender com os erros para continuar seguindo em frente:

- Sempre quando o resultado não é o esperado, a gente quer fazer algo de diferente. Com certeza eu faria muita coisa diferente ali, algumas coisas que eu já vi, mas é difícil falar agora exatamente o que.  Eu acho que isso faz parte da vida, vitória, derrota, a gente não pode se acostumar e achar que vai sempre ganhar. Outros esportes de combate, K1, muay-thai, até mesmo judô, jiu-jítsu, isso faz parte, você perde, você ganha. Têm dias e dias. Têm dias que você acorda bem e consegue fazer seu trabalho, outros que não... As coisas acontecem, tem que pensar que é um dia após o outro. Eu acredito muito no meu trabalho, em tudo que eu já fiz na minha carreira e bola para a frente. Vou esperar por uma oportunidade, mas acho que é cedo para ficar falando alguma coisa agora. O Luke mereceu a vitória, tem os méritos dele, é um grande lutador e eu o respeito.

O brasileiro aproveitou também para enviar uma mensagem de agradecimento a todos os fãs que o apoiaram e torceram por ele:

- Queria agradecer a todos que me deram apoio antes, durante e depois da luta, equipe, família, amigos e meus fãs, que me movem bastante, que me dão muita motivação e seguem meu trabalho. Acho que as pessoas têm que acreditar que é um dia após o outro, são momentos que acontecem na vida para testar nossa vontade, testar nosso espírito. Eu estou bem, mas é um momento que preciso de um pouco de reflexão, olhar tudo, por isso que estou até um pouco afastado das redes sociais.... Só quero dizer muito obrigado e que em breve tudo se acalmará e voltará ao normal - finalizou.

Por: Ana Hissa/Combate
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário