quinta-feira, 16 de abril de 2015

Jacaré se coloca em 1º na fila do cinturão e não vê Machida como empecilho

Invicto no UFC e antigo campeão do Strikeforce, o brasileiro Ronaldo Jacaré só tem um pensamento: conquistar o cinturão dos médios da organização de Dana White, atualmente em posse de Chris Weidman. No próximo sábado (18), o capixaba tentará dar mais um passo em direção ao objetivo, quando enfrentará, outra vez, o norte-americano Chris Camozzi.

"Depois da luta contra o (Gegard) Mousasi (em setembro de 2014), Dana White me falou que eu lutaria mais uma vez e depois disputaria o cinturão", explicou Jacaré ao UOL Esporte, antes de ressaltar: "Tudo muda muito rápido, então temos que ver. Vamos ver o que vai acontecer nesse evento".

Um dos motivos que pode explicar o fato de a certeza de Jacaré ter virado dúvida é a mudança de seu adversário. Inicialmente, o brasileiro estava escalado para enfrentar Yoel Romero, mas o cubano sofreu uma lesão no joelho e o combate teve que ser adiado mais uma vez – isso já havia acontecido no início do ano, quando o capixaba sofreu uma pneumonia e não pôde lutar.

Sem Yoel Romero, sexto no ranking dos médios do UFC, Jacaré terá pela frente Chris Camozzi, um antigo conhecido (eles se enfrentaram em 2013, com vitória do brasileiro) e que havia sido demitido do UFC em setembro de 2014 depois de quatro derrotas consecutivas. Uma luta com bem menos apelo do que contra o cubano.





"Já fui campeão de outro evento e quando lutadores assim vêm para o UFC, eles normalmente têm a oportunidade de lutar pelo cinturão depois de duas, três vitórias. Então acho que chegou minha hora", afirmou.

Além dele, outro lutador cogitado para enfrentar o vencedor de Chris Weidman e Vítor Belfort é Lyoto Machida, que enfrentará Luke Rockhold neste sábado. Para Jacaré, o baiano, que já lutou pelo cinturão uma vez, mas acabou derrotado por Weidman, não é um empecilho.

"Depois da luta do Belfort contra o Weidman, sou eu com certeza. Estou na frente do Machida na fila", afirmou o capixaba de 35 anos. "Em breve serei campeão dos médios do UFC, não vou falhar nessa missão", sacramentou.

Por: Brunno Carvalho/UOL Esporte
Foto: Isabella Pina

Nenhum comentário:

Postar um comentário