quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Chael Sonnen aconselha Anderson Silva: "Se fez isso, saia e diga que fez"

Aposentado do MMA após ser pego no exame antidoping pela segunda vez, Chael Sonnen comentou o caso de Anderson Silva, que foi flagrado no dia 9 de janeiro por uso de drostanolona e androsterona em testes realizados antes do UFC 183, que aconteceu no último sábado. As substâncias são proibidas por serem utilizadas para aumento de performance. De acordo com o americano, o Spider deveria contar tudo que aconteceu e, caso tenha realmente utilizado, admitir em público o que fez.

- Se ele fez isso, eu encorajaria ele e qualquer um, assim como eu, a sair e dizer que fez isso. A porta ainda está aberta para ele sair e nos contar o que aconteceu. Diga: "Ouçam, isso ainda estava no meu sistema. Fui pego. Me desculpem" - afirmou Sonnen, em entrevista para "TSN".

O ex-lutador ainda declarou que seria melhor que Anderson Silva ainda não tivesse se pronunciado em público. O brasileiro disse ser inocente e que vai provar isso.

- Eu digo uma coisa, eu queria que ele não tivesse dito qualquer coisa ainda. Ele precisa ter um pouco de tempo. Vamos falar sobre mim, não sobre Anderson. Eu quis vir esclarecer. Eu quis contar tudo que eu pudesse, mas quando você é confrontado como um ser humano envergonhado, quando você sabe que você está errado, é muito difícil se expressar completamente em tudo. Agora eu finalmente cheguei lá, mas vou contar em primeira mão que levei um tempo para isso. Minha primeira reação foi: "Ei, isso é coisa minha e eu não quero falar sobre isso". Acho que se Anderson tiver um tempo, ele pode mudar sua postura - analisou.

Ainda na opinião de Chael Sonnen, caso Anderson resolva entrar em conflito com o laboratório que fez os exames, será uma causa perdida para ele.





- Ele também pode ter na mente dele que não fez isso. Vamos deixá-lo trabalhar nisso. Eu não estava lá. Posso dizer que o laboratório envolvido nisso responde a uma pessoa, que é o senador John McCain. Este é um laboratório fundado pelo governo dos Estados Unidos. Se alguém disser que este laboratório estava errado, eles vão se defender vigorosamente. Não vale a pena a luta
Sonnen também disse não ter ideia se Spider poderia estar dopado nas lutas que eles fizeram, quando o brasileiro saiu vitorioso em ambas. O americano apenas ressaltou que se Anderson Silva utilizou as substâncias para curar a lesão sofrida contra Chris Weidman, quando fraturou a perna, ele não deveria voltar a competir no MMA.

- Anderson Silva estava no ringue e sofreu uma fratura exposta. Seus ossos da canela foram quebrados pela metade. A única coisa que conectava seu corpo era a pele. Isso é relevante na história. Ele tem uma obrigação consigo mesmo: saúde em primeiro lugar - e o esporte desceu nessa lista. Ele tem uma obrigação de fazer ele mesmo melhorar - não importa o que ele precise fazer. Use ciência.

Eu não ligo se foi do mercado livre ou do mercado negro, ele precisa curar a perna dele. Isso é ok. Se ele quer voltar e competir, o que ele decidiu fazer, ele tem que operar dentro das regras. Por agora, parece que ele testou positivo para substâncias proibidas. Se ele precisava de ajuda para a perna dele, bom para ele, só que isso não significa que ele pode voltar ao esporte. Se ele retornou para o esporte e não revelou isso, ele vai ter sofrer as consequências e terá que lidar com isso - finalizou.

Por: Combate
Foto: Divulgação

Um comentário:

  1. TOtalmente certo o Chael.
    Voltar antes do tempo e ganhar dopado não é o caminho certo. É assinar atestado de fracassado.
    Agora tem que cumprir a suspensão e voltar limpo aos ringues.
    Pra quem curte Fight Wear, deem uma moral para o Sou de Luta Fight Wear

    ResponderExcluir