sábado, 8 de novembro de 2014

Rockhold finaliza Michael Bisping e desafia Jacaré: "Vou vencer de novo"

Em um evento que entrou para a história como o primeiro UFC sem que houvesse uma única decisão dos juízes laterais - foram 11 lutas finalizadas - o "UFC: Rockhold x Bisping" teve um encerramento à altura da marca histórica. Não foi como Luke Rockhold prometeu durante meses - dizendo que nocautearia Michael Bisping no primeiro round - mas o americano mostrou a sua evolução na categoria e finalizou o inglês aos 57s do segundo round com uma guilhotina com um braço apenas, impondo a primeira finalização da carreira de Bisping. Esta foi a 13ª vitória de Rockhold em 15 lutas, enquanto Bisping sofreu a sétima derrota em 33 lutas na carreira.

- Eu estava irritado, não gosto de pessoas falando dos meus treinos. Mas agora passou, tenho muito respeito pelo Michael, ele é um guerreiro - disse Rockhold, respeitoso após a vitória.

Perguntado sobre quem gostaria de enfrentar em seguida, o americano não foi tão respeitoso assim.
- Sabe, com todo o respeito ao Jacaré, mas eu vou te vencer de novo. Eu sou o desafiante número 1, e eu te derroto de novo para provar que sou o melhor.

Bisping, por sua vez, agradeceu o apoio dos australianos, e fez um desabafo logo após a luta.

- As provocações foram genuínas, eu não ligo muito para ele, mas ele me pegou. Mais poder para o filho da p***. Ele foi melhor hoje, tenho que respeitar.

A luta

Com mais movimentação e iniciativa na luta, Michael Bisping começou o primeiro round conectando mais golpes, mas sem incomodar Luke Rockhold, que lutava com a guarda baixa. Quando o americano aproximou-se para encurtar a distância, uma cabeçada acidental abriu um pequeno ferimento no supercílio do inglês. Na volta ao combate, Rockhold tinha mais iniciativa, mas seus golpes paravam frequentemente na defesa de Bisping, enquanto o inglês conectava mais golpes, mas não era contundente.

Rockhold voltou para o segundo round mais agressivo, acertando chutes altos, percebendo que o caminho era este. Após um segundo chute, o americano acertou uma canelada na testa de Bisping, que perdeu o equilíbrio e caiu. Rockhold não perdeu tempo e partiu para finalizar o combate, primeiro com socos e, depois, com uma guilhotina com apenas o braço esquerdo, forçando Bisping a desistir.

Confira as demais lutas do card principal:

Al Iaquinta surpreende e nocauteia Ross Pearson no segundo round

Em uma luta com dois rounds completamente diferentes, o americano Al Iaquinta venceu o inglês Ross Pearson por nocaute técnico a 1m39s do segundo round após ser derrotado no primeiro round de forma clara. Esta foi a décima vitória de Iaquinta em 14 lutas, enquanto Pearson sofreu a nona derrota em 26 duelos.

Mais consistente no primeiro round, Pearson acuava Iaquinta e aplicava bons socos, incomodando o americano. Iaquinta não conseguia se aproximar do inglês, que o mantinha à distância com golpes constantes e muita movimentação. Iaquinta andava para trás e não conseguia encontrar a distância correta para golpear, ficando em clara desvantagem no assalto.

No segundo round, um erro de estratégia mudou o rumo da luta. Ainda em vantagem no round, mantendo o americano sob controle, Pearson tentou um chute alto e, no contra-golpe, Iaquinta acertou um direto de direita que derrubou o inglês. Ainda grogue, Pearson tentava se recuperar, mas o americano acelerou o ritmo e acertou um upper e diversos socos que acabaram derrubando definitivamente o inglês, forçando o árbitro Leon Roberts a encerrar a luta.

Robert Whittaker dá show e nocauteia Clint Hester no segundo round

Em uma das melhores lutas da noite, o peso-médio neozelandês radicado na Austrália Robert Whittaker derrotou o americano Clint Hester de forma brilhante, por nocaute técnico, aos 2m43s do segundo round. Esta foi a 13ª vitória de Whittaker em 17 lutas, e a quarta derrota de Hester em 15 combates.

Dono de um ótimo boxe, Robert Whittaker mostrou sua força no primeiro round contra Clint Hester, que teve muita dificuldade em suportar o castigo aplicado pelo neozelandês radicado na Austrália. Apesar de uma boa cotovelada rodado do americano, Whittaker se manteve dominante no round, e um novo ataque preciso derrubou Hester, que por muito pouco não foi nocauteado. O americano conseguiu travar o ataque de Whittaker e se manter ativo até o intervalo.

Whittaker voltou para o segundo round com ainda mais força e agressividade. Apesar de Hester tentar contra-atacar, o neozelandês se mantinha sempre mais efetivo, atacando sempre e, após uma boa luta na grade, Whittaker acertou uma joelhada no rosto do americano, derrubando-o. No chão, uma sequência de socos encerrou a luta, para delírio do público presente.





Soa Palelei nocauteia o americano Walt Harris na abertura do card principal

Dominante quando luta na sua terra natal, o peso-pesado australiano Soa Palelei somou mais uma vitória na abertura do card principal do "UFC: Rockhold x Bisping" ao derrotar o americano Walt Harris por nocaute técnico aos 4m49s do segundo round. Esta foi a 22ª vitória de Palelei na carreira, e a 20ª no seu país. Já Harris sofreu a quarta derrota na carreira, sendo a terceira seguida, e passou a ter sua posição ameaçada no UFC.

Harris começou mais agressivo que Palelei, tomando a iniciativa da luta e mantendo o australiano distante com alguns chutes e jabs. Palelei se mostrava mais evasivo e não incomodava o americano, que parecia estar mais confortável no combate. O primeiro round foi de muito pouca ação.

Soa Palelei voltou mais agressivo para o segundo round, aplicando chutes baixos e tentando combinar com cruzados longos. Um cruzado de direita desequilibrou Harris, mas o australiano não conseguiu aproveitar a vantagem, caindo ao partir para cima do rival. Os dois lutadores mantinham a cautela e evitavam se expor, mas Palelei se mantinha mais agressivo e, a 1m10s do intervalo, derrubou o americano, ficando por cima no chão. Parecendo cansado, Harris não opunha resistência ao australiano, que aplicava golpes nem tão fortes, mas constantes. Como Harris apenas mantinha as mãos na cabeça, sem esboçar reação, o árbitro Leon Roberts interrompeu o combate.

Confira todas as lutas do card preliminar:

Jake Matthews venceu Vagner Rocha por finalização a 1m52s do R2
Anthony Perosh venceu Guto Inocente por finalização aos 3m46s do R1
Sam Alvey venceu Dylan Andrews por nocaute técnico aos 2m16s do R1
Louis Smolka venceu Richie Vaculik por nocaute técnico aos 18s do R3
Chris Clements venceu Vik Grujic por nocaute aos 3m06s do R1
Daniel Kelly venceu Luke Zachrich por finalização aos 4m27s do R1
Marcus Brimage venceu Jumabieke Tuerxun por nocaute aos 2m58s do R1

Por: Combate
Foto: Getty Images

Nenhum comentário:

Postar um comentário