quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Minotouro quer "reviver" Pride e pede luta contra Shogun e Dan Henderson

Convidado do "Sensei SporTV" para comentar as emoções do UFC Uberlândia, evento realizado na cidade mineira na madrugada do último sábado, Rogério Minotouro revelou quais são seus planos para a carreira no Ultimate em 2015. Vindo de uma derrota para Anthony Johnson, o peso-meio-pesado revelou que quer reviver seus tempos de Pride na organização de Dana White. O baiano disse que gostaria de uma revanche contra Maurício Shogun, que o derrotou em junho de 2005, por decisão unânime, e que pensa em nova luta contra Dan Henderson, após ter vencido o americano no evento japonês em abril de 2005, com uma chave de braço, no primeiro round.

- Eu não sei se estão no Top 10, mas (gostaria de enfrentar) o Shogun e o Dan Henderson. São duas revanches que eu tenho vontade de fazer: contra o Shogun e com o Dan Henderson. São caras que eu lutei no Pride e estão no UFC, na minha categoria (até 93kg). Mas são duas pedreiras - comentou Minotouro.

Apesar de sonhar com essas lutas, o atual número 13 do ranking dos meio-pesados do UFC afirmou não ter nada assinado com o Ultimate para futuros confrontos. Minotouro disse que a categoria dominada por Jon Jones tem evidenciado um nível muito alto de competitividade e citou, inclusive, Ovinde St-Preux (algoz de Shogun no UFC Uberlândia) para avisar que, contra quem estiver escalado, seu retorno ao octógono não será nada fácil.




- Não, ainda não (tenho previsão de próxima luta). Estou aguardando. O ano já está quase acabando, então, provavelmente, vai ser ano que vem. Quando você atinge o top 10 na categoria, embora eu tenha ficado afastado mais de um ano, saí do top 10 da categoria, mas, por já ter ficado entre os cinco melhores da categoria, só vai vir...Para ter uma noção, o Ovince St-Preux era o número nove. Então, entre os 10, tem vários caras bons - disse Minotouro, trocando as posição entre Shogun (número nove do ranking) e St-Preux (número 10 do ranking).

Rogério Minotouro, de 38 anos, possui um cartel de 21 vitórias e seis derrotas. No UFC desde 2009, o baiano acumula quatro triunfos, tendo perdido em três oportunidades. Se o Ultimate atender ao pedido do meio-pesado, o lutador poderá enfrentar Maurício Shogun (32 anos), que tem 22 vitórias e 10 derrotas, ou o número sete no ranking da categoria até 93kg Dan Henderson (44 anos), que venceu 30 vezes e perdeu 12 lutas.

Por: SporTV
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário