quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Traje de gala dá confiança para 'zebra' no duelo contra Barão

Um é o líder no ranking do peso galo (só atrás do campeão TJ Dillashaw), o outro, número 15 na mesma divisão. Em lados opostos, Renan Barão e Mitch Gagnon vão se enfrentar no UFC em Barueri, no dia 20 de dezembro. Em lados opostos, eles também estão quando o assunto é o vestuário.

Enquanto o brasileiro optou por um traje mais simples nesta terça-feira, dia da primeira encarada e apresentação à imprensa, com camiseta e calça jeans, o canadense vestiu terno.

"Eu gosto de me vestir bem, parecer profissional. É uma das coisas que me dão confiança, usar o terno, e eu me sinto muito bem com isso", explicou Gagnon.

O lutador não esconde que é o azarão para o duelo contra o ex-campeão dos galos, porém, não joga as fixas. "Eles (torcedores) podem esperar que eu serei a zebra do evento", disse.

"Somos todos profissionais. Eu acho que nos adaptamos para lutas diferentes. Eu acho que o Renan vai se adaptar também. Eu acho que a minha luta, particularmente, é difícil para ele. Eu me mexo bastante, meu jogo é duro, e é exatamente isso que eu vou fazer nessa luta", afirmou.





Mas o "azarão" prefere não refletir o que possa acontecer se ele surpreender e derrotar o brasileiro. "Eu não estou pensando no que vem depois dessa luta. Estou focado no Barão, focado nessa luta. Sobre o futuro, depois nós veremos", falou.

Será a primeira vez que Gagnon vai disputar uma luta fora do seu país natal. As 14 lutas no MMA, com 12 vitórias e duas derrotas, foram em território canadense. Nada, porém, que preocupe o lutador.

"Eu acho que não é diferente em nada. A mídia coloca isso na sua cara, mas isso realmente não importa. Estou treinando duro, e é tudo que importa", disse.

Por: Gustavo Setti/ESPN
Foto: Gazeta Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário