terça-feira, 21 de outubro de 2014

Shane Carwin deixaria aposentadoria para enfrentar Brock Lesnar no UFC

Na semana passada, o ex-campeão peso-pesado do UFC, Frank Mir, declarou em entrevista ao Combate.com que adoraria dar as boas-vindas à Brock Lesnar, caso o astro do WWE (evento de lutas coreografadas nos EUA) volte mesmo para o UFC. Novos rumores sobre um possível retorno do lutador à organização surgiram depois que o presidente do Ultimate, Dana White, declarou que Lesnar estava em excelente forma e que gostaria de tê-lo de volta ao octógono mais famoso do mundo. Esta semana, foi a vez de outro ex-rival de Brock se pronunciar. Em entrevista ao site da Fox Sports, nos EUA, o americano Shane Carwin disse que adoraria ser o adversário de Lesnar em seu retorno ao UFC:

- Eu estou dentro. Toda a dor valerá a pena - respondeu o ex-campeão interino dos pesados do Ultimate.

Aos 39 anos de idade, Carwin está feliz e aposentado, trabalhando como engenheiro e criando seus dois filhos, além de promover seu evento regional de lutas de MMA nos EUA -  o Prize Fighting Championship. No entanto, o atleta estaria disposto a pisar novamente no octógono pela chance de derrotar o ex-rival. Ele e Lesnar se enfrentaram em 2010, no UFC 116, em um dos duelos mais esperados da época. Shane começou a luta indo para cima do rival, mas Lesnar aguentou o castigo e se recuperou no segundo round, conseguindo finalizar Carwin com um katagatame e garantindo, assim, o título de campeão peso-pesado da organização.

- Eu quase morri naquela luta. No segundo round qualquer um podia tropeçar e cair sobre mim - relembra Shane.





Três meses depois do duelo, Lesnar perdeu o cinturão da divisão para Cain Velásquez e, logo em seguida, se afastou do esporte para tratar de uma crise de diverticulite. Em seu retorno, o gigante de 1,90 metros de altura perdeu para Alistair Overeem, em dezembro de 2011, e voltou a pendurar as luvas de MMA logo depois. Lesnar tem um cartel de cinco vitórias e três derrotas no esporte e atualmente luta no WWE, mas seu contrato teria validade somente até março ou abril do ano que vem, o que vem aumentando os rumores sobre sua possível volta ao UFC. Carwin, no entanto, não acredita que o rival volte ao MMA:

- Ele não vai voltar. Eu nem sei dizer a razão de ele ter esse desejo - disse o lutador.
Com um cartel de 12 vitórias e duas derrotas, Shane pendurou as luvas depois de perder para Junior Cigano, em junho de 2011.

Por: Combate
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário