terça-feira, 14 de outubro de 2014

Felipe Sertanejo sonha em enfrentar Frankie Edgar: "Sou muito fã do cara"

Quando seus ídolos viram seus adversários, você recebe um claro sinal de que atingiu o sucesso. A campeã peso-galo (até 61kg) do UFC, Ronda Rousey, sempre diz isso quando o assunto é o possível e muito especulado duelo contra Gina Carano, de quem sempre foi fã. E um lutador que espera também alcançar esse status um dia é Felipe Sertanejo. O peso-pena (até 66kg) brasileiro revela que tem o sonho de enfrentar o americano Frankie Edgar, ex-campeão dos leves (até 70kg) do Ultimate, apesar de admitir que ainda está longe desse objetivo.

- Vou ser muito sincero. Não estou nem perto de lutar contra ele, mas sou muito fã do cara e adoraria poder enfrentá-lo algum dia. Estou falando do Frankie Edgar. Sou muito fã dele. E o Charles (do Bronx) fez uma guerra contra ele. Foi uma baita luta. É um combate que eu queria. Mas vai demorar ainda. Daqui a umas quatro, cinco, seis, dez lutas, quem sabe um dia? Não é desafiar, longe disso, mas é para ter aquela sensação de falar: "Poxa, saí na mão com o Frankie Edgar. Bati no Frankie Edgar". Se Deus quiser, um dia poderei fazer isso. Gostaria muito - disse Sertanejo ao Combate.com, relembrando a derrota do amigo para Edgar por decisão unânime dos jurados no UFC 162, onde ganharam o prêmio de "Luta da noite".

Em seis lutas no UFC, Felipe Sertanejo tem três vitórias, duas derrotas e um empate. Dois desses resultados, no entanto, são considerados injustos por ele: o empate com Miltinho Vieira e o revés por decisão dividida para Kevin Souza. Ainda assim, o paulistano mostra humildade ao avaliar sua situação atual na organização:

- Acho que estou construindo. Não me estabilizei ainda, tenho essa consciência. Tive uns resultados que, na minha opinião, não foram muito justos. Era para eu estar vindo numa sequência de vitórias. Por exemplo, sou amigo do Miltinho (Vieira), converso com ele, mas acho que ganhei dele. Na luta contra o Kevin (Souza) eu o botei para baixo o tempo inteiro. Terminei montado. No segundo round eu botei para baixo umas três vezes e terminei batendo. É uma luta que não entra na minha cabeça e nunca vai entrar, mais até do que a do Miltinho. Isso é complicado. Me sinto um pouco injustiçado, mas não quero ficar pensando nisso, até porque já passou. Não existe como voltar atrás. Sei que ainda estou instável. Quero primeiro me estabilizar, para depois pegar um top 15, um top 10 e devagarzinho chegar lá.




Sertanejo, de 26 anos, vem de triunfo sobre Maximo Blanco e tentará emplacar o segundo seguido no dia 25 de outubro, no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. O adversário dele no UFC Rio 5, ou UFC 179, é o americano Andre Fili. O duelo faz parte do card preliminar do evento.

UFC 179
25 de outubro de 2014, no Rio de Janeiro (RJ)

CARD PRINCIPAL

Peso-pena: José Aldo x Chad Mendes
Peso-meio-pesado: Glover Teixeira x Phil Davis
Peso-meio-pesado: Fábio Maldonado x Hans Stringer
Peso-pena: Darren Elkins x Lucas Mineiro
Peso-leve: Diego Ferreira x Beneil Dariush

CARD PRELIMINAR

Peso-meio-médio: William Patolino x Neil Magny
Peso-leve: Yan Cabral x Naoyuki Kotani
Peso-mosca: Wilson Reis x Scott Jorgensen
Peso-pena: Felipe Sertanejo x Andre Fili
Peso-leve: Gilbert Durinho x Christos Giagos
Peso-leve: Fabrício Morango x Tony Martin

Por: Ivan Raupp/Combate
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário