quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Dudu Dantas: "Não quero sair sem o título, nem ir ao UFC como mais um"

Dudu Dantas costumava evitar comentar uma possível ida para o UFC, mas hoje é algo que ele já parece admitir que está nos seus planos. Derrotado na última sexta-feira por Joe Warren por decisão unânime, o peso-galo (até 61kg) perdeu o título do Bellator. Agora, ele projeta uma revanche para retomar o cinturão e, posteriormente, chegar no Ultimate como campeão do evento rival. O brasileiro foi duro ao avaliar sua atuação contra o americano ao dizer que foi a pior de sua carreira, reconheceu os méritos de Warren, mas afirmou não ter ficado convencido de que esteja abaixo do oponente tecnicamente.

- Eu não quero sair do Bellator sem o título. Também não quero chegar no UFC como só mais um. Tenho uma história inacabada com o Warren. Ele ganhou essa luta, foi melhor, mas acho que não convenceu a todos que é melhor do que eu. Respeito a vitória dele, mas acho que, se lutarmos novamente, a vitória será minha. Isso acontecendo, dou a terceira luta para ele sem o menor problema. Só quero reconquistar o cinturão. Por isso mesmo é que já voltei para o Rio, já fui na academia e volto aos treinos logo. Fiz a pior luta da minha carreira, mas não por me sentir fraco ou cansado, e sim por me sentir travado. - afirmou, em entrevista ao Combate.com.

Durante o duelo contra Warren, Dudu teve dois momentos no segundo round nos quais esteve perto de terminar a luta. Primeiro, ao conseguir a montada no americano, e depois no fim do assalto, quando chegou a balançar o rival. Para o lutador da Nova União, dava para ter imprimido um ritmo mais forte e conseguido o nocaute.





- Difícil falar do que passou, não gosto daquele tal de "se". Mas, se tivesse acelerado um pouco mais a luta, eu acredito que poderia ter nocauteado, especialmente nesses dois momentos. Acertei bons golpes nele de pé, mas ele aguentou bem. Esperei demais na luta, me senti travado, algo que nunca tinha acontecido comigo. Quando começou a luta, eu não senti tanto o jogo dele de grappling, tanto que consegui me defender bem. Depois ele conseguiu impor o jogo, muito porque eu não conseguia ditar o ritmo na trocação. Ele derruba muito bem, fez um jogo estratégico. Terminei bem o segundo round e pensei que iria crescer a partir dali. Mas ele voltou muito bem, mostrou ter uma grande recuperação - analisou.

No último round, Dudu Dantas foi atingido por um chute ilegal na cabeça. Para ele, foi uma situação passível de Warren ter um ponto descontado, mas ele evita usar isso como desculpa para a derrota.
- Se o Big John (McCarthy, árbitro da luta) tirasse um ponto dele, não seria exagero. Mas também não foi nada demais ele não ter descontado esse ponto. O golpe irregular dele não mudou em nada o resultado da luta. Perdi porque ele foi melhor, era o dia dele. Não sou lutador de ficar de "mimimi", chorando por isso. Sou mais que isso. Sou o tipo de lutador que, perdendo ou ganhando, volto aos treinos para evoluir cada vez mais - concluiu.

Por: Raphael Marinho/Combate
Foto: Bellator

Nenhum comentário:

Postar um comentário