terça-feira, 14 de outubro de 2014

Aos 32 anos, Shogun ainda sonha com cinturão do UFC

'Shogun' Rua é um dos poucos atletas de MMA que pode ter o orgulho de dizer que foi campeão tanto do extinto Pride como do UFC, dois dos maiores torneios do esporte que já existiram no planeta. Mas isso é passado e a fase atual do meio-pesado (93 kg) brasuca não é das melhores.

Vindo de uma sequência de três derrotas nas últimas quatro lutas, Shogun caiu muito de rendimento desde que perdeu o cinturão da categoria para o americano Jon Jones. Mas ele terá a chance de começar uma volta por cima no dia 8 de novembro, quando encara o nigeriano Jimi Manuwa na luta principal do UFC Uberlândia, e, se depender das ambições do ex-campeão, essa será apenas o primeiro de uma série de triunfos.

"Meu grande sonho é me tornar campeão do UFC novamente. Claro que sei que é inútil pensar nisso agora. Meu objetivo principal é minha próxima luta, como deve ser. Você tem que pensar em uma luta por vez. É nisso que estou focado, no desafio que tenho pela frente", afirmou Shogun ao site "MMA Junkie".

O brasileiro aproveitou para analisar seu adversário. Mais velho que Shogun, Manuwa não tem tanta experiência no MMA se comparado ao ex-Pride. O cartel do nigeriano aponta para 14 vitórias e apenas uma derrota. O revés, aliás, aconteceu na última vez em que subiu no octógono, diante de Alexander Gustafsson.





"Ele é um lutador perigoso e seu muay thai é muito bom, mas é um bom desafio para mim. O jogo dele é bom para o meu muay thai. Nós dois vamos para o nocaute. Quanto mais cedo melhor", analisou Shogun.

No UFC desde 2012, será a primeira vez que Jimi Manuwa sairá da Inglaterra, país onde mora desde sua infância, para lutar. Já Shogun fará sua terceira apresentação em solo nacional desde que foi contratado pelo Ultimate, em 2007.

Por: Ag. Fight
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário