segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Aldo se diz 'preparado' e 'lisonjeado' por encarar Mendes no Maracanãzinho

O próximo compromisso de José Aldo pelo Ultimate acontece em endereço para lá de familiar ao campeão dos penas. Frequentador assíduo do Maracanã, onde marca presença nos jogos do Flamengo, o lutador está sempre diante do ginásio do Maracanãzinho, onde acontece o UFC 179, dia 25 de outubro, quando defende seu cinturão contra Chad Mendes.

Durante o intervalo do jogo deste domingo, onde o Rubro-Negro goleou o Cruzeiro por 3 a 0, o campeão falou com a imprensa sobre a revanche com o americano, a presença do falastrão irlandês Conor McGregor no Rio de Janeiro para assistir sua luta e mais.

- A expectativa para a luta está ótima. Estou muito bem preparado, em um bom ritmo de treino. É mais um retoque que está faltando até a luta. A preparação aconteceu sem lesão, está tudo bem. Agora é só manter o foco, chegar lá e vencer mais uma vez. Ser o único campeão brasileiro, isso é algo que sempre sonhei para a minha vida. Existem vários campeões no Ultimate e nos outros eventos também. O momento não está favorecendo a gente (os brasileiros), mas isso é trabalho. Não só o campeão, mas os outros atletas tem de trabalhar para chegar lá também e reconquistar nosso espaço - avaliou o peso pena.

Sobre a presença de McGregor em solo brasileiro para acompanhar o UFC 179 de perto, o campeão evitou entrar em polêmicas e falar sobre a possibilidade de enfrentá-lo no futuro. Aldo preferiu manter o foco em Chad Mendes,

- Temos que pensar no Chad Mendes, que é o próximo adversário. Não pensei nada além disso. Assim que eu vencer, aí sim vamos ver qual é a decisão a ser tomada. Temos de respeitar o meu adversário, que é o Chad Mendes, manter a cabeça no lugar e vamos treinar bastante pra chegar lá e vencer - declarou o atleta da Nova União.

Escalado como astro principal da estreia do Ultimate no Maracanãzinho, ginásio que já foi palco de lendários combates envolvendo a Família Gracie no passado, o brasileiro se diz "lisonjeado" pela oportunidade e afirmou já sentir o clima da torcida para a luta.





- A sensação é ótima. O Maracanãzinho é um templo já das lutas e agora que posso fazer a luta principal de novo, lá, e me sinto lisonjeado por isso. Mas, lógico, é a história, mas tem que manter os pés no chão. Tenho que fazer a minha história para a festa ficar completa. Todo o fim de semana quando tem jogo do Flamengo estou por aqui. A gente já sente a torcida apoiando. Já estamos com a torcida em mente, temos muitas coisas armadas pra mim e fico feliz por isso. Vamos trabalhar. Emoção é emoção, mas quando a gente chega lá dentro a gente tem que fazer o nosso - disse o campeão.

Para finalizar, o brasileiro avaliou os treinamentos feitos na Nova União com a ajuda do holandês campeão mundial de kickboxing Andy Souwer, que tem o ajudado a afiar a trocação para o duelo contra Mendes na luta principal do UC 179.

- É um prazer imenso estar treinando com o Andy. Ele é um cara que sempre falo, um irmãozão que conheci no meio das lutas. Sempre que posso vou na casa dele lá na Holanda, e quando tem uma oportunidade ele vem aqui. É um aprendizado muito grande. Primeiramente, o cara é um campeão e um talento muito grande na trocação em pé. Todo mundo vê a minha trocação muito boa, mas perto do Andy Sower está muito atrás ainda - concluiu.

Por: Luis Fernando Coutinho/Lancenet
Foto: Marcelo Russio

Nenhum comentário:

Postar um comentário