segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Wanderlei Silva detona o UFC e anuncia aposentadoria: "não há palco digno"

O lutador Wanderlei Silva anunciou sua aposentadoria do MMA nesta sexta-feira (19). O brasileiro gravou um vídeo detonando o UFC para explicar os motivos de parar e culpando seus problemas físicos para o adeus do esporte.

"Usam a gente para ganhar dinheiro, vocês não respeitam, não pagam e não dão nada ao atleta. Apenas migalhas, agora chega. Eu estou de olho em vocês. A verdade agora vai aparecer", disparou.


As lesões foram outro ponto de justificativa de sua parada. "É uma dor no joelho, no quadril. Estou sentindo as lesões. Elas se agravam não apenas nas lutas. Eu treino quatro meses para fazer o combate", disse Wanderlei em trecho do vídeo. "Eu entrei no ringue sem enfrentar ninguém e de repente todo mundo estava me aplaudindo. Eu abracei com toda a minha força. Eu tenho vinte anos de carreira, 49 lutas profissionais. O pessoal sabe que quando o Wanderlei Silva entra, é ação, mas o estilo cobra a conta. Tenho lesões que não foram curadas", contou.

Em outro trecho do vídeo, Wanderlei relembra ter negado luta do UFC do dia 31 de maio (UFC São Paulo), em que lutaria com Chael Sonnen antes de brigar com o americano e lesionar o punho.

"Eu estava sendo cogitado para luta dia 31 de maio e disse que não poderia lutar, me pressionaram, mas passou. Me ligaram e ofereceram bolada de dinheiro. Eu estranhei", comentou.





Na final do TUF Brasil, contra Chael Sonnen, ele voltou a culpar as lesões pela sua ausência. "Vem o diretor do evento e fala que você é uma porcaria, isso que é o pior de tudo. O Barão (Renan Barão) é o melhor exemplo. Em seis meses ele não parou de treinar. O cara estava na batalha. Ele perdeu o cinturão por esse desgaste. O corpo não aguentou e ele não conseguiu bater o peso e os dirigentes riram, debocharam. Isso é maneira de se tratar um atleta?", ressaltou. "Eu não tenho mais vontade de lutar por ver como o atleta está sendo tratado. Não há um palco digno".

Nos últimos meses, Wanderlei Silva vinha se envolvendo em polêmicas com o Ultimate. A última dela foi quando o chefão do UFC Dana White acusou o brasileiro de fugir do exame antidoping e por pouco Wanderlei não acabou demitido.

Por: UOL Esporte
Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário