quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Pederneiras desabafa sobre caso de Barão e avisa: 'Voltaremos mais fortes'

O fatídico caso de Renan Barão, que não pôde se apresentar no UFC 177 devido ao desmaio provocado pela desidratação durante o corte de peso, não foi doloroso apenas para o lutador brasileiro, que perdeu a chance pelo título e teve de ouvir duras críticas de Dana White. Líder da Nova União, André Pederneiras também tem sofrido com o ocorrido e desabafou dando sua posição sobre o caso.

Segundo Dedé, a situação que tirou a chance de Barão recuperar o cinturão para o Brasil ficará marcada para sempre como uma mancha em sua carreira. O técnico lamenta o ocorrido.

- Foi o pior dia da minha carreira. Mais do que qualquer outra coisa. Foi o pior dia minha vida profissional. Em 18 anos, foi a primeira vez que isso aconteceu comigo. Desde o meu primeiro atleta no UFC, o Rafael Carino, venho acompanhando atletas e nunca tive um atleta que apagou e teve de ser retirado de um duelo por não ter condições de lutar - relatou o treinador, em entrevista ao programa "No mundo da luta", da rádio Beat 98.





Pederneiras ainda avaliou quais serão os próximos passos de Renan Barão em sua volta ao Brasil. Para o treinador, o brasileiro precisa de um tempo para descansar o corpo.

- Vamos fazer exames para tentar entender o que deu errado, já que a planilha estava sendo seguida dentro do planejado. Acho que o Barão precisa de um tempo maior entre uma luta e outra para não fazer esses sucessivos treinos e desgastes no corte. Vamos voltar mais fortes - prometeu.

Por: LANCEPRESS!
Foto: Alexandre Loureiro/UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário