segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Amanda é nocauteada por Zingano; Dominick Cruz volta aniquilador

Amanda Nunes até começou bem no UFC 178, mas acabou dominada por Cat Zingano e desperdiçou a chance de se aproximar da disputa de cinturão peso galo. Mas com uma grande superação nessa luta e na vida – depois de ter sofrido uma grave lesão no joelho e ter passado pelo suicídio do marido – a norte-americana deve ser a próxima rival de Ronda Rousey.

Amanda começou a luta em grande rítmo. Nos primeiros segundo, derrubou a norte-americana, ficou por cima e bateu muito no ground-and-pound. Ficou perto até mesmo de conseguir o nocaute, mas acabou tentando uma chave de perna e acabou sofrendo a inversão de posição. O segundo round foi completamente da norte-americana, que passou quase os 5min por cima, batendo e tentando finalizações.

Cat Zingano mostrou que estava completamente recuperada do primeiro round e voltou arrasadora para o terceiro round. Dominou a brasileira, derrubou e conseguiu rapidamente no nocaute técnico com uma série de cotoveladas no ground and pound.

Dominick Cruz volta aniquilador

Depois de quase três anos parado por conta de uma série de graves lesões, o ex-campeão do galos Dominick Cruz mostrou que está pronto para retomar o cinturão que perdeu sem ser derrotado. O norte-americano precisou de apenas 1min para atropelar o Takeya Mizugaki no fechamento do card principal do UFC 178.

Depois de uma pequena trocação, Cruz conseguiu uma bela queda com uma facilidade incrível. No chão, levou o japonês para grade e passou a castigá-lo no ground and pound. Travando uma das mãos do rival, o ex-campeão batia quase sem defesa. O juiz teve de interromper o combate e decretar o nocaute técnico.

Com uma atuação de gala como essa, é difícil de pensar que Dominick Cruz não será o próximo desafiante pelo cinturão dos galos, atualmente nas mãos de TJ Dillashaw. Azar do brasileiro Raphael Assunção, que era o próximo da fila nesse momento.





Card preliminar

Dominick Cruz nocauteou Takeya Mizugaki a 1min01 do 1º round
J Masvidal venceu James Krause por pontos, em decisão unânime dos juízes
S. Thompson venceu Patrick Côté por pontos, em decisão unânime dos juízes
Brian Ebersole venceu John Howard por pontos, em decisão dividida dos juízes
Kevin Lee venceu Jon Tuck por pontos, em decisão unânime dos juízes
Manny Gamburyan finalizou Cody Gibson (guilhotina) a 4min56 do 2º round

Por: Jorge Corrêa/UOL Esporte
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário