segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Thales Leites se vê mais maduro após derrota para Spider: "Mais agressivo"

Quem vê Thales Leites em sua segunda passagem pelo UFC, desde o ano passado, vê um lutador muito diferente que aquele que passou pela organização entre 2006 e 2009 e desafiou Anderson Silva pelo cinturão dos pesos-médios. O atleta niteroiense da equipe Nova União vem sendo mais agressivo e imponente dentro do octógono, o que resultou em três vitórias consecutivas dentro da organização - seis triunfos seguidos contando lutas fora do Ultimate.

Às vésperas de mais um desafio, contra o francês Francis Carmont, no próximo sábado, pelo "UFC: Henderson x Dos Anjos", Leites reconhece que aprendeu muito com a derrota por pontos para o "Spider" em abril de 2009. Na ocasião, tanto ele quanto o campeão foram vaiados pela torcida por falta de atividade durante a luta, e Anderson Silva terminou defendendo o cinturão por decisão unânime dos juízes.

- Mudou muita coisa. Estou mais maduro, mais forte tanto física quanto psicologicamente. Aquele foi um momento da minha vida que as coisas aconteceram como tinham que acontecer, mas não soube aproveitar. Não estou dizendo que eu ganharia a luta, mas eu tinha que ter lutado mais para frente e buscado mais aquela luta. Isso é algo que já botei na minha cabeça há muito tempo e procuro fazer sempre. Mas isso acontece com muita gente, você se frustrar de não conseguir botar seu jogo em prática e não conseguir mais seguir o Plano B ou C, especialmente contra um atleta do calibre do Anderson. Isso não aconteceu só comigo, mas com quase todos os oponentes que o enfrentaram. Então é isso, estou mais seguro, mais forte física e psicologicamente, estou mais agressivo e confiante - afirmou Leites, em entrevista ao Combate.com.

A receita de lutar para frente será seguida à risca contra Carmont, atual 12º colocado do ranking. O francês, companheiro de equipe de Georges St-Pierre, vem de duas derrotas, para Gegard Mousasi e Ronaldo Jacaré, mas compilou 11 vitórias consecutivas antes disso, seis delas no UFC.

- O Carmont é um lutador bem completo. Ele representa bastante perigo, porque acredito que venha para a trocação, mas tem um chão muito bom também, não foge da luta de chão, já tem umas nove ou 10 finalizações no cartel dele. Tem que tomar cuidado com ele. Ele é um cara que troca de base, chuta bastante, principalmente na altura da costela. É um cara aguerrido, procura sempre a luta, vai sempre para dentro, então não pode deixar ele gostar da luta e crescer - analisou.

Por causa dessas características, Leites espera um desafio em todas as áreas da luta, e garantiu estar se preparando para combater Carmont em todos os lugares. Não se surpreenda se o faixa-preta de jiu-jítsu voltar a nocautear, como fez em sua última apresentação, contra Trevor Smith, no que foi seu primeiro nocaute no UFC.

- Para mim, não foi nenhuma surpresa aquele nocaute na última luta, porque a gente já vem treinando há bastante tempo. Era só uma questão de confiança e de estar chegando. Não quer dizer que sempre vai acontecer um nocaute ou uma finalização, mas a confiança faz parte, além do treinamento e a vontade de estar lá - explicou Leites.





Se vencer, o atleta da Nova União vai chegar ao quarto triunfo seguido no UFC. Em sua primeira passagem pela organização, Thales Leites precisou de cinco vitórias seguidas para conquistar uma chance pelo cinturão. Desta vez, ele prefere não especular sobre quando essa chance vai chegar.

- Nem penso nisso agora. A categoria está bem disputada, está muito mais difícil do que quando eu saí, em 2009, com vários atletas casca-grossa. Tem aquele pelotão da frente ali, aqueles cinco ali da frente que estão ali (perto de disputar o cinturão). Eu não fico pensando nisso, quero fazer um passo de cada vez, fazer minhas lutas e ganhar bem, e, se chegar a hora, vou estar pronto - finalizou.

Thales Leites enfrenta Francis Carmont no card principal do "UFC: Henderson x Dos Anjos" neste sábado, em Tulsa, Oklahoma (EUA). O Combate transmite o evento ao vivo e com exclusividade a partir de 20h30 (horário de Brasília).

UFC: Henderson x Dos Anjos
23 de agosto, em Tulsa (EUA)
 
CARD PRINCIPAL

Peso-leve: Benson Henderson x Rafael dos Anjos
Peso-meio-médio: Jordan Mein x Mike Pyle
Peso-médio: Francis Carmont x Thales Leites
Peso-pena: Max Holloway x Mirsad Bektic
Peso-leve: James Vick x Valmir Lázaro
Peso-leve: Chas Skelly x Tom Niinimaki
 
CARD PRELIMINAR

Peso-meio-médio: Neil Magny x Alex Garcia
Peso-leve: Beneil Dariush x Tony Martin
Peso-galo: Aaron Phillips x Matt Hobar
Peso-meio-médio: Ben Saunders x Chris Heatherly
Peso-mosca: Wilson Reis x Joby Sanchez

Por: Raphael Marinho/Combate
Foto: Ivan Raupp

Nenhum comentário:

Postar um comentário