terça-feira, 5 de agosto de 2014

Amanda provoca Cat Zingano: 'Minha trocação é mil vezes melhor que a dela'

Com duas vitórias por nocaute no Ultimate, Amanda Nunes já se coloca entre as principais atletas da categoria peso-galo feminina. Em seu próximo compromisso, a brasileira pode se aproximar de uma chance ao cinturão da divisão onde Ronda Rousey é a atual campeã. Isso porque a baiana enfrenta Cat Zingano, a primeira colocada no ranking. O confronto acontece no dia 27 de setembro, pelo UFC 178, em Las Vegas.

Em entrevista ao LANCE!Net, a "Leoa", como é conhecida no mundo das lutas, afirma que, com seu bom rendimento na organização, já estava aguardando uma adversária do topo da divisão. Segundo ela, seus primeiros resultados a colocam na frente da maioria.

- Poderia ser qualquer uma daquelas que estão na minha frente. Sabia que pelas minhas vitórias viria alguém bem ranqueada. Poucas nocautearam duas lutas no UFC. Já esperava por ela, pois apesar de ser a número oito no ranking, estou à frente de muita gente. Dois nocautes contam muito, e estava meio que esperando algo assim - disse ao L!Net, em conversa por telefone.

Invicta na carreira após oito lutas, Zingano tem somente uma luta pelo Ultimate, que aconteceu em abril de 2013, quando venceu Miesha Tate. A lutadora era uma das treinadoras do TUF 18, ao lado de Ronda Rousey, mas passou por uma cirurgia no joelho que a tirou do reality show e também ficou fora do duelo contra a campeão dos galos. Apesar da americana ser considerada uma das melhores lutadoras da atualidade, Amanda tem uma outra visão e esbanja confiança.





- Ela surpreendeu na resistência física contra Miesha Tate na última luta. Ela reagiu no último round, botou pra baixo com o wrestling e venceu. Eu treino muito faremos um treino voltado para a Cat. Vamos bloquear todos os pontos fortes dela. Vou surpreender nos pontos fracos. A gente sabe que ela tem um bom wrestling, mas acho que ela só tem isso a oferecer. Meu strike, minha trocação, é superior. Meu strike é mil vezes melhor que o dela. Meu chão também. E no wrestling estou com os melhores. Não tem muita coisa pra pensar. Ela não tem muito a oferecer. Quem vai ganhar á a melhor lá em cima, mas vou chegar lá bem - afirmou.

Além de enfrentar o maior desafio no Ultimate até o momento, a brasileira, oitava colocada no ranking da organização, tem mais um motivo para comemorar. Pela primeira vez ela estará em um card principal em um evento do UFC.

- A maior emoção é lutar no card principal. Isso pra minha carreira é um salto muito grande e vou aproveitar com certeza. Daí pra frente, fazer só card principal. Agora quero acertar isso. Aconteceu tudo no momento certo - finalizou.

Por: Carlos Antunes e Luis Fernando Coutinho/Lancenet
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário