terça-feira, 1 de julho de 2014

De volta aos treinos, Pettis alfineta Henderson: "Já o venci duas vezes"

Campeão do peso-leve e sem lutar desde agosto do ano passado, Anthony Pettis tem sido alvo constantes das provocações dos lutadores mais bem ranqueados de sua divisão. Dois deles têm sido os principais críticos do Showtime: Ben Henderson, que já foi derrotado pelo rival quando perdeu o cinturão, e Khabib Nurmagomedov. Sobre Bendo, Pettis tratou de responder ao lembrar que nas duas vezes que se enfrentaram, saiu vitorioso (a primeira foi disputando o cinturão do extinto WEC).

- Eu acho engraçado. Eu bati Ben duas vezes. Se ele quiser se considerar campeão interino, todos nós sabemos quem é o verdadeiro campeão. Estão todos implorando, querendo disputar o título. Honestamente, Ben é um grande lutador, um ótimo cara, gosto dele. É um dos melhores pesos-leves do mundo, mas eu estou melhor. Ele ganhou o cinturão do WEC, e eu tomei isso dele. Ele conquistou o cinturão do UFC. Tomei isso dele. Eu o venci duas vezes. Por isso que é muito mais difícil ouvi-lo dizer qualquer coisa -afirmou, em entrevista ao "MMA Fighting".

A próxima luta de Pettis, ainda sem data marcada, será contra Gilbert Melendez. Os dois são os treinadores da 20ª edição do The Ultimate Fighter americano. Segundo ele, apesar de ainda se recuperar da cirurgia no joelho, não dava para negar a oportunidade de participar do reality show. Ele afirmou que os lutadores que têm falado mal dele não são educados, mas disse que alguns estão corretos em provocar, pois precisam atrair a mídia para conseguirem uma eventual disputa de cinturão. Porém, ele reiterou que isso não vale para Ben Henderson.





- Não acho que esses caras são educados. O TUF é algo que não escolhi que acontecesse. O UFC escolheu isso. Eu não vou dizer não para uma oportunidade como esta. Mas isso é o que (os outros lutadores da categoria) devem fazer também. A divisão precisa de algo para se manter relevante. O principal cara fazendo isso, Ben Henderson, eu já venci duas vezes, então ele pode falar o que quiser. Vai ter que esperar sua vez. Há caras que podem falar e acho que merecem disputar o título. Eu estava na mesma posição que eles estão e falava, tentando ter a chance de disputar o título - declarou.

Sobre o joelho operado, Showtime já voltou aos treinos e realizou uma sessão de chutes na última quarta-feira, após seis meses sem fazer isso. Sua intenção é ficar 100% e realizar um camp de treinamentos que tenha menos riscos de sofrer novas lesões e, para isso, diminuirá o número de sparrings na preparação.

- Me sinto bem. Fiz minha primeira sessão de chutes na quarta-feira. O médico disse que eu precisava de seis meses após a cirurgia para poder fazer trabalhos de impacto. Eu fiz isso. Não chutei nada por seis meses. Tivemos uma sessão de sparring e me senti bem. Definitivamente, eu não diria que estou 100%, mas estou animado. Acho que com dois meses de chutes voltarei ao normal. Ficar parado é difícil. Tudo que você faz é treinar e se preparar para sua próxima luta e ter um próximo adversário na sua frente. Apesar de tudo, me sinto bem. Eu precisava disso. Tenho que me curar de tudo. Toda vez que eu estava lutando, havia algo que me incomodava. Como um atleta de MMA, é difícil dizer o que causou as lesões ou o que está fazendo as lesões aconteceram, mas farei o próximo camp de forma mais inteligente, com menos sparring e mais técnica envolvida - concluiu.

Por: Combate
Foto: Getty Images

Nenhum comentário:

Postar um comentário