sexta-feira, 6 de junho de 2014

Sonnen classifica sua vitória sobre Shogun como sorte

Chael Sonnen tem um histórico de provocações direcionadas a lutadores brasileiros, como Anderson Silva, Wanderlei Silva e os irmãos Nogueira. Porém, o falastrão nunca se esforçou para alfinetar Maurício ‘Shogun’, nem mesmo antes do combate entre eles, em agosto do ano passado, e explicou seus motivos durante sua passagem recente pelo Brasil.

Em conversa com jornalistas no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, Sonnen explicou que acha o ex-campeão dos meio-pesados (até 93kg) do UFC legal, e revelou acreditar ter sorte no momento em que finalizou Shogun com uma guilhotina no primeiro round de luta.





“O que você precisa entender é que eu tive sorte. Aquilo foi sorte. Se nós lutássemos mais dez vezes, eu jamais conseguiria pegar aquela finalização de novo. Mas ele nunca disse isso, ele me deixou ter meus 15 minutos de fama. Ele ficou quieto e foi embora. Eu faria a mesma coisa, mas são poucos caras que seguem esse código. Você pode dizer o que for antes da luta, mas quando ela acaba, você aceita o resultado e deixa o outro cara comemorar. Até hoje, o Shogun nunca disse que eu tive sorte, ou pediu uma revanche, ou disse que não se sentia bem, então eu digo por ele. Eu tive sorte e não acho que aquele era o melhor Shogun”, afirmou o americano.

Outro brasileiro está na mira de Sonnen atualmente, já que o falastrão está escalado para enfrentar Vitor Belfort no UFC 175, em 5 de julho. O ‘Fenômeno’ foi escolhido para substituir Wanderlei Silva, que foi retirado do combate após se recusar a fazer exames médicos pré-luta.

Por: Ag. Fight
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário