quarta-feira, 25 de junho de 2014

Preparador defende legado de Spider: 'Quase impossível bater o que ele fez'

Rogério Camões é um dos poucos que pode dizer que acompanhou bem de perto a trajetória de Anderson Silva no MMA. Preparador físico de Spider, o líder da X-Gym ao lado de Josuel Distak é membro da equipe do ex-campeão dos médios há anos. Diante de uma divisão cada vez mais movimentada com Vitor Belfort, Lyoto Machida e Ronaldo Jacaré de olho no cinturão que agora é de Chris Weidman, o profissional defendeu o legado de Anderson e analisou as diferenças no estilo dos possíveis desafiantes com um o maior campeão da história do Ultimate.

Segundo Rogerão, a missão dos atletas que estão no topo da categoria até 84kg é igualar os feitos de Anderson Silva, algo que o mesmo considera "quase impossível" nos dias de hoje.

- O maior desafio hoje é se equiparar ao Anderson Silva. Bater isso é quase impossível, ainda mais da maneira que ele fez. É algo único e ele vai ser sempre essa lenda. É o Muhhamad Ali do MMA. Todos precisam se espelhar nisso, entender como ele funcionava - avaliou o preparador físico.





O profissional ainda detalhou sua visão sobre Lyoto Machida, Ronaldo Jacaré e Chris Weidman, campeão da divisão, que defente seu cinturão no dia 5 de julho, em Las Vegas, pelo UFC 175, contra o carateca.

- Hoje, o Lyoto não arrisca tanto, ele joga o caratê e é aquilo. O Weidman também não arrisca, tem um chão muito forte, mas vai muito dentro da regra e é estratégico. E o Jacaré é extremamente forte, com o jiu-jitsu fora de série. Não vejo nenhum desses cara arriscando como o Anderson arriscava - concluiu.

Por: LANCEPRESS!
Foto:  Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário