sexta-feira, 27 de junho de 2014

Gastelum explica problema com peso e fala de favoritismo contra Musoke

Depois de vencer a final do TUF 17 contra Urijah Hall, nos EUA, Kelvin Gastelum desceu para a divisão dos meio-médios com a ajuda do nutricionista esportivo Mike Dolce, criador da Dolce Diet. Em sua última luta, no entanto, o lutador fez o corte de peso sem a ajuda do profissional e teve problemas para bater os 77 kg da categoria e enfrentar Rick Story, no UFC 171, em Dallas. Inicialmente, ele falhou duas vezes ao subir na balança, mas conseguiu chegar ao peso-limite da divisão faltando apenas cinco minutos para cumprir o prazo e depois de uma “milagrosa” ida ao banheiro.

Nesta quinta-feira, durante conversa com a imprensa após os treinos abertos do “UFC: Swanson x Stephens”, em San Antonio, no Texas, EUA, o atleta explicou a sua versão dos fatos e disse que não sabe ao certo o que aconteceu.

- Dolce cobra caro. Eu tentei baixar de peso com ele uma vez porque queria baixar de categoria e achei que seria capaz de fazer o corte de peso pela segunda vez sozinho, mas eu tive algumas complicações. Estava perdendo peso normalmente até duas semanas antes do duelo, quando cheguei ao limite. Dessa vez, eu realmente senti que precisava segurar a minha dieta e fazer o processo de perda de peso de forma mais rigorosa - disse.

Questionado pelos jornalistas se estava comendo escondido nos bastidores do UFC 171, o atleta sorriu, mas se mostrou incomodado com o tanto de perguntas relacionadas à perda de peso. Ele também fez questão de frisar que não terá problemas para subir na balança nesta sexta-feira:

- Eu me sinto muito bem indo para essa luta, o meu corte de peso tem sido muito bom até o momento. Eu realmente fiz uma dieta bem rigorosa porque estava com medo de que aquilo fosse acontecer novamente. Mas agora que o peso está bom, eu devo estar pronto para subir na balança sem problemas.





Gastelum é o grande favorito no duelo contra o sueco Nicholas Musoke, na co-luta principal do UFC deste sábado. Nas casas de apostas americanas, ele tem - 400 contra + 300 do adversário, o que significa que o apostador precisa investir 400 dólares (cerca de R$ 920) para ganhar 100 ( aproximadamente R$ 230) em caso de vitória do americano. Invicto há oito lutas no MMA e há três no UFC, o lutador de 22 anos está feliz com a preferência do público, mas revela que ela traz pressão:

- Há uma atmosfera diferente dessa vez e as pessoas esperam que eu vença. Isso aumenta um pouco a pressão sobre mim, mas eu não vou deixar com que isso me atrapalhe. Eu tenho uma missão em mente que é vencer aquele cinturão e não ligo para quanto tempo vou demorar até conquistá-lo - finaliza.

Confira o card completo:

UFC: Swanson x Stephens
28 de junho de 2014, em San Antonio (EUA)
 
CARD PRINCIPAL

Peso-pena: Cub Swanson x Jeremy Stephens
Peso-meio-médio: Kelvin Gastelum x Nicholas Musoke
Peso-médio: Andrew Craig x Cezar Mutante
Peso-pena: Ricardo Lamas x Hacran Dias
Peso-médio: Clint Hester x Antônio Braga Neto
Peso-leve: Joe Ellenberger x James Moontasri

CARD PRELIMINAR

Peso-leve: Carlos Diego x Colton Smith
Peso-galo: Cody Gibson x Johnny Bedford
Peso-médio: Andy Enz x Marcelo Guimarães
Peso-mosca: Ray Borg x Shane Howell
Peso-pesado: Anthony Hamilton x Oleksiy Oliynyk

Por: Evelyn Rodrigues/Combate
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário