domingo, 29 de junho de 2014

Finalização, desafio e prêmio: Charles Do Bronx brilha no UFC de Auckland

O UFC de Auckland, Nova Zelândia, que aconteceu na madrugada deste sábado, foi especial para Charles Oliveira. Do Bronx finalizou Hatsuki Hioki no segundo round de confronto realizado no card principal do show. Depois de emplacar duas derrotas consecutivas, o paulista agora soma dois triunfos em sequência e terá a chance de alcançar pela primeira vez no UFC o marco de três resultados positivos seguidos.

A vitória de Charles foi a sexta por finalização no Ultimate. Depois de um primeiro round movimentado contra o japonês, o brasileiro sofreu com um dedo no olho dado pelo adversário e o duelo chegou a ser interrompido. De  volta ao confronto, o paulista conseguiu trabalhar sua especialidade, que é o jiu-jitsu, e encaixou um triângulo de mão no fim do segundo round para alcançar a vitória.





- Treinei muito não poderia perder por nada. Sou lutador de jiu-jítsu, um finalizador. Quem entrar aqui comigo tem que lutar melhor jiu-jítsu que eu. Sou faixa preta e vou sempre buscar a finalização. Tem um cara que quero enfrentar no UFC, que é o Nik Lentz. Se você quiser, vamos lutar! Será um show! A festa hoje é no céu. Essa é pra você, Titi - declarou Charles, em homenagem ao falecimento de um companheiro de academia.

Logo após a disputa, o presidente do UFC Dana White divulgou em sua conta no Twitter que Charles Oliveira foi um dos vencedores de bônus do evento e levou para casa o valor de 125 mil reais como prêmio de "Performance da Noite".

Marquardt atropela Te Huna

Na luta principal do show, Nate Marquardt voltou à divisão dos médios contra James Te Huna, que estreava no peso após o nocaute sofrido para Mauricio Shogun. O duelo começou com Nate pressionando desde o início e não dando espaços ao dono da casa. Depois de conectar bons socos no oponente, Marquardt conseguiu levar o duelo para o solo, arriscou um triângulo, fez a rolagem e saiu com uma chave de braço que fez Te Huna desistir ainda no primeiro assalto.

Brasileiro perde para Magny
Outro brasileiro do evento, Rodrigo Monstro fez sua estreia no maior evento de MMA do mundo com o pé esquerdo. O começo até que foi bom, com o atleta trabalhando bem seu jogo de jiu-jitsu no solo. Porém, o lutador tupiniquim não teve gás para conseguiu manter o ritmo acelerado e de pressão e acabou nocauteado por Neil Magny no segundo round.

Por: LANCEPRESS!
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário