terça-feira, 10 de junho de 2014

Do Bronx quer vitória contra Hioki para buscar revanche com Nik Lentz

Vindo de vitória sobre Andy Ogle no dia 15 de fevereiro, em Jaraguá do Sul, Charles do Bronx agora terá o duro Hatsu Hioki pela frente em sua próxima luta, dia 28 de junho, no coevento principal do UFC: Te Huna x Marquardt, na Nova Zelândia. O japonês nunca foi nocauteado ou finalizado nos 36 combates que fez na carreira (27 vitórias, sete derrotas e dois empates), mas, para o brasileiro, a primeira vez pode estar perto de acontecer.

- Tudo tem sua hora e seu momento. Não posso dizer que vou finalizar ou nocautear ele, mas se pegar as últimas três derrotas dele, todas foram para wrestlers, caras que lutaram grudados nele. Esse pode ser um caminho, mas eu não sou wrestling, sou do jiu-jítsu. Estou melhorando minha trocação, meu muay thai., vou jogar em cima, com boxe e, se ele der brecha, posso botar para baixo para tentar finalizar. Vai ser uma luta muito boa. Tem vários caminhos, estamos montando uma estratégia que espero que dê certo. Sei que tenho que melhorar a minha guarda, meu jogo em pé, e estou dando ênfase nisso, corrigindo cada vez mais minha parte em pé, que é meu defeito. Também estou tentando aprender wrestling, aumentando meu arsenal - afirmou, em entrevista por telefone ao Combate.com.

A ideia de Do Bronx é conseguir a vitória para depois resolver um assunto inacabado. Em junho de 2011, ele chegou a vencer Nik Lentz, mas o resultado foi revisto e passou para "No Contest" (luta sem resultado), após o brasileiro ter acertado uma joelhada ilegal no oponente. Na época, Charles teve que escutar algumas provocações do americano e planeja ter a revanche contra ele ainda este ano.

- Luto com qualquer um, mas se pudesse escolher, seria o Nik Lentz. Fizemos uma grande luta, mas acabou em "No Contest". Eu e ele precisamos dessa luta, ficou algo a mostrar. É uma luta muito importante, mas se não for ela, quem o UFC botar está bom.  Quem viu (a luta com Lentz), viu que eu estava vencendo. Tudo que ele jogava, eu jogava três vezes mais, andando para a frente, no gás, ganhei os dois rounds, no terceiro entrou a joelhada. Mas a que foi ilegal foi a primeira, que não encontrou ele. Ele sentiu e continuou. A segunda que abriu, estourou o globo ocular, e fui para as costas - disse.





Apesar de ter vencido sua última luta, Do Bronx vinha de duas derrotas antes dela, quando enfrentou Frankie Edgar e Cub Swanson, o que o deixou fora do top 15 dos pesos-penas no ranking oficial do UFC. Mas isso não preocupa muito o brasileiro.

- Se eu falar que não quero ficar ranqueado entre os 10 é mentira. Quero sim, mas têm caras que venci e estão ranqueados. Eu quero é vencer. Estou feliz com a oporunidade que me deram, minha meta é vencer todos que enfrentar esse ano e se essa vitória me colocar entre os 15, fico muito feliz. Se não, vou batalhar para ganhar outro no fim do ano e ficar cada vez mais próximo do cinturão - concluiu.

UFC: Te Huna x Marquardt
28 de junho de 2014, em Auckland (NZL)
 
CARD PRINCIPAL

Peso-médio: James Te Huna x Nate Marquardt
Peso-pena: Hatsu Hioki x Charles do Bronx
Peso-pesado: Soa Palelei x Jared Rosholt
Peso-meio-médio: Robert Whittaker x Mike Rhodes
 
CARD PRELIMINAR

Peso-leve: Dashon Johnson x Jake Matthews
Peso-galo: Richie Vaculik x Roldan Sangcha-an
Peso-meio-médio: Vik Grujic x Chris Indich
Peso-meio-médio: Rodrigo Monstro x Neil Magny
Peso-meio-pesado: Sean O'Connell x Gian Villante
Peso-pena: Ian Entwistle x Daniel Hooker

Por: Raphael Marinho/Combate
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário