domingo, 29 de junho de 2014

Chael Sonnen falha em segundo teste antidoping administrado pela NSAC

Depois de ter sido flagrado no exame antidoping administrado pela Comissão Atlética do Estado de Nevada (NSAC) no dia 24 de maio, Chael Sonnen foi flagrado pelo uso de substâncias proibidas em um segundo teste, de sangue e urina, realizado no dia 05 de junho. Na oportunidade, o lutador estava em Portland, no estado de Oregon, mas foi testado pela mesma comissão porque, na época, estava escalado para lutar no UFC 175, em Las Vegas.

Segundo o site americano “MMA Fighting”, a NSAC  recebeu o resultado dos exames médicos no início da semana. Sonnen foi flagrado com quatro substâncias proibidas, incluindo os hormônios de melhoria de desempenho esportivo GH (hormônio do crescimento) e EPO (eritropoetina), que faz com que a produção de glóbulos vermelhos do sangue se eleve, aumentando a resistência e durabilidade do atleta. O exame ainda apresentou o uso de anastrozol, usado normalmente para o tratamento de câncer de mama, e hCG (gonadotrofina coriônica humana), proibida por aumentar a massa muscular.

Tanto Sonnen quanto o UFC foram avisados sobre o resultado do teste. O lutador, inclusive, enviou um comunicado ao site:





“Sim, a Comissão está ciente de outros medicamentos que me foram prescritos e eu não vou desafiar as suas alegações. Eu vou cooperar com a comissão  e vou tentar dialogar com eles sobre como lutadores que estão em transição pós TRT (Terapia de Reposição de Testosterona) podem evitar violar as regras”.

A NSAC anunciou no dia 10 de junho que Sonnen havia falhado no primeiro teste antidoping. Na época, o órgão solicitou exames tanto do americano quanto de seu adversário no UFC 175, Wanderlei Silva. Quando o resultado do teste foi anunciado, o falastrão foi retirado do card do evento e, imediatamente, anunciou a sua aposentadoria. Mais tarde, no dia 17 de junho, a comissão decidiu suspender temporariamente a licença do atleta, que foi convidado a depor em uma audiência a se realizar no próximo dia 23 de julho.

Por: Combate
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário