terça-feira, 1 de abril de 2014

Pettis diz que riu da provocação de Aldo e garante que luta vai acontecer

Anthony Pettis está mais uma vez no Brasil. Recuperando-se de cirurgia e com luta marcada só para dezembro, o campeão peso-leve do Ultimate aproveitou para participar de seminários no país e visitar os amigos. Mas como está no Rio de Janeiro, cidade onde mora o dono do cinturão do peso-pena, José Aldo, Pettis não deixaria de responder sobre o esperado duelo entre os dois. A luta já foi marcada oficialmente uma vez, especulada outras tantas, e no mês passado Aldo disse ao site "MMA Space" que o americano tem evitado entrar no octógono com ele.

Ao Combate.com, Anthony Pettis disse que partiu dele a vontade de que uma luta contra José Aldo fosse marcada e que os planos do UFC também influenciam neste tipo de decisão.

- Eu ri (da declaração de Aldo), porque sou eu quem está desafiando o Aldo desde o início. Eu iria descer de divisão para enfrentá-lo. Definitivamente não estou com medo de enfrentá-lo. Essa luta vai acontecer, é apenas questão de tempo. Ele tem um oponente por vir, e eu tenho um longo tempo até minha próxima luta, então não faz muito sentido eu ficar dando atenção a ele agora. Temos mais ou menos um ano até nossa luta acontecer - disse o americano.

Como o próprio Anthony Pettis disse, ele é quem iria descer para o peso-pena para enfrentar José Aldo na categoria do brasileiro. Na época, entretanto, o americano não era campeão dos leves. Por conta disso, Pettis considera que descer de divisão não faz mais sentido.

- Essa luta vai acontecer nos leves. Para ele não faz sentido ficar nos penas, onde não há mais competição para ele. No meu caso, já sou grande para os leves. Não preciso me matar para descer de peso, porque sou o campeão. Faz sentido nos enfrentarmos na minha categoria, ou podemos nos encontrar nas 150 libras (peso combinado de 68kg).





Anthony Pettis entrou  pela última vez no octógono em agosto do ano passado. Com uma lesão no joelho e a consequente cirurgia, está até hoje sem lutar de novo. Para completar, o Ultimate optou por colocar ele e Gilbert Melendez para serem técnicos do TUF 20. E a luta entre os dois será apenas em 27 de dezembro. Apesar disso, o longo tempo de inatividade não preocupa o campeão.

- Para mim é uma grande oportunidade ser técnico do TUF. Precisei curar todas as minhas lesões. Tive muitas nos últimos camps, treinei muito duro. Esse tempo "off" me dá tempo para curar essas lesões. Eu poderia lutar antes, mas isso é com o UFC. Eles que decidem quando lutar. Eu estaria pronto em junho ou julho, mas é uma decisão do UFC. Eu faço o que eles me pedem.

Sobre o seu próximo adversário, Anthony Pettis se mostrou satisfeito com a escolha do Ultimate. O duelo colocará o ex-campeão dos leves do WEC, o próprio Pettis, contra o ex-campeão da categoria no Strikeforce, Gilbert Melendez.

- Ele (Melendez) é o número dois da divisão, atrás de mim (campeão) e do Ben Henderson (primeiro do ranking de desafiantes). Eu ganhei duas vezes do Ben Henderson, então Melendez merece ser o próximo. Ele lutou muito bem contra o Diego Sanchez no último combate. E essa luta foi um outubro, então ele vai ficar bastante tempo sem lutar, assim como eu - analisou Pettis.

Para o TUF 20, Anthony Pettis escolheu Duke Roufus, Diego Moraes e o irmão Sergio Pettis para serem seus treinadores auxiliares. O outro nome ele ainda vai decidir. As gravações ainda não começaram, e o reality show vai ser exibido apenas no segundo semestre.

Por: Ivan Raupp/Combate
Foto: Alexandre Loureiro

Um comentário:

  1. Melendez vai SURRAR e bater tanto (firme e forte) no pettis, que ele vai precisar refazer essa sobrancelha de meninina que ele tem!!!

    #GoMelendez

    #GoAldo

    ResponderExcluir