quarta-feira, 2 de abril de 2014

Evento em SP mostra afinação entre MMA e música

O mundo das lutas tem conquistado cada vez mais fãs, incluindo artistas. Três deles estavam na plateia do Circuito Talent de MMA 7, realizado no último sábado, dia 29, em Osasco: Román Laurito, baixista do Tihuana; Badauí, vocalista do CPM 22; e Bruno Scornavacca, baixista do KLB. E os músicos não são apenas torcedores: eles também lutam e, inclusive, deram sorte aos lutadores que apoiaram.

Faixa-preta de jiu-jitsu, Román Laurito pratica a arte suave há mais de dez anos, e foi ao evento para apoiar especialmente Gabriel Macario, seu companheiro de treino na Lotus Club. O jovem, de 20 anos, chamou atenção no dia da pesagem porque estava de terno e gravata – foi para o evento direto do trabalho. Macario entrou para a luta ao som de Tropa de Elite, da banda de Laurito, e derrotou Marcial Robles por decisão unânime.





"Gostei muito da luta do Gabriel. Ele foi para dentro, bem ao seu estilo. Ele tem muito talento e logo estará entre os melhores do país", opinou o baixista, que ainda explicou os benefícios do jiu-jitsu para sua rotina de artista. "Me ajuda muito no equilíbrio mental, emocional e espiritual, além dos valores que você aprende no tatame. Os treinos me ajudam a me preparar melhor também para encarar as viagens com o Tihuana", completou.

Enquanto o jiu-jitsu conquistou Laurito, o muay thai foi a arte marcial escolhida por Badauí, vocalista do CPM 22, como mostrou o UOL Esporte. A torcida do músico para os atletas da Chute Boxe, Felipe Efrain e Gabriel Checco, já que começou a ter aulas da modalidade há seis meses com Lucas Mineiro, lutador da equipe e do UFC. "Por enquanto estou só no muay thai, mas amarradão. Está sendo ótimo treinar, está me ajudando muito na minha vida", afirmou Badauí.

Outro músico que faz parte da Chute Boxe e inclusive já estreou no MMA é Bruno Scornavacca, mais conhecido como Bruno do KLB. Acompanhando os parceiros de treino, o baixista revelou que ainda não tem data certa para lutar novamente. "Estou em preparação para a gravação do DVD do KLB, mas quero voltar no meio do ano, talvez em julho", disse. Com a torcida de Badauí e Bruno, Efrain finalizou Vinicius Moraes da Silva, e Checco Uyran aplicou um mata-leão em Uyran Carlos.

Por: UOL Esporte
Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário