sexta-feira, 18 de abril de 2014

Belfort reclama de critério para ranking oficial do UFC: 'Falta clareza'

Desde que foi criado, o ranking oficial do UFC nunca foi uma unânimidade. Os próprios lutadores do evento são os principais nomes a criticar a classificação, gerenciada pela organização com votos de jornalistas do mundo inteiro. O nome da vez a atacar o ranking é Vitor Belfort. Antes número dois da divisão, o brasileiro caiu para a terceira posição a cerca de três semanas, ficando atrás de Lyoto Machida.

Vitor usou sua conta pessoal no Facebook e Twitter para criticar o modo como a votação acontece. Segundo o próprio, seu maior incõmodo é ver lutadores subirem de posição sem nem mesmo terem entrado no octógono.





- Em qualquer esporte o ranking é definido pelo resultado dos atletas em competições. Eu e meu time trabalhamos muito para que eu estivesse muito bem colocado no ranking do UFC. Por esta razão, entendo que há uma falta de clareza do UFC no critério de validação do ranking, principalmente quando vemos atletas subirem sem sequer terem competido. Eu estava em segundo, cai para terceiro lugar sem haver tido lutas neste tempo. Critérios claros fortalecem o esporte - publicou o "fenômeno".

Sem lutar desde novembro do ano passado, Vitor Belfort estava escalado para encarar Chris Weidman pelo título dos médios. Porém, com a decisão da Comissão Atlética de Nevada de proibir o uso do TRT (Terapia de Reposição Hormonal), o brasileiro teve sua chance adiada. O atleta agora busca se readequar aos treinamentos sem a terapia e já tem garantida a oportunidade pelo cinturão contra o vencedor de Chris Weidman x Lyoto Machida, que acontece no dia 5 de julho, em Las Vegas, no UFC 175.

Por: LANCEPRESS!
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário