segunda-feira, 14 de abril de 2014

André Dida justifica agressão a Chael Sonnen no TUF: 'Não sou covarde'

Após o episódio da briga entre Wanderlei Silva e Chael Sonnen no TUF Brasil 3 ter ido ao ar no último domingo, o incidente gerou muita polêmica no mundo do MMA. As imagens surpreenderam os fãs ao mostrarem André Dida, um dos técnicos da equipe de Wand, agredindo o americano por trás durante a confusão.

Depois das imagens rodarem o mundo, o pivô da polêmica, Dida, falou pela primeira vez sobre o incidente. Segundo o brasileiro, ele agiu por instinto, mas mesmo depois da repercussão, ele ainda sente dificuldade para se arrepender do que fez.

- Sou um treinador, tenho minha própria academia e sempre falo para as pessoas não fazerem algo desse tipo. Minha intenção era separá-los, mas tinha que fazer algo. Foi por instinto. Sonnen tem uma reputação ruim no Brasil, ele falou besteiras sobre todo mundo, então é complicado me arrepender. Não podia deixar Wanderlei numa situação daquela - comentou o treinador, em entrevista ao site americano "MMA Fighting".





Dida ainda se defendeu do ocorrido e negou que seja um "covarde". O treinador comentou que a confusão aconteceu muito rápido e afirmou que não deixaria Wanderlei em apuros. De acordo com Dida, ele seria um covarde se não tivesse feito nada.

- Queria separá-los, mas vi Sonnen tentando socar (o Wand) e percebi que precisava tirá-lo dali o mais rápido possível. Nunca deixaria o Wanderlei numa situação ruim na minha frente. Soquei o Sonnen para fazê-lo parar, mas ele não parou. Tentaram me tirar dali, mas voltei e o soquei de novo. Muitas pessoas me chamaram de covarde, mas isso não é verdade. Eu seria um covarde se não tivesse feito nada. Estava vendo alguém que admiro desde os 13 anos numa situação ruim e precisava fazer alguma coisa. Meu instinto mandou socá-lo para parar a briga - completou o brasileiro.

A confusão entre Wanderlei Silva e Chael Sonnen foi ao ar no último domingo e, de acordo com a prévia do próximo programa, Dana White não gostou nem um pouco da atitude dos lutadores. As medidas tomadas pela organização quanto à briga deve ser exibida nos próximo episódio.

Por: LANCEPRESS!
Foto: Reprodução

2 comentários:

  1. Kkkkkkk.........essa é boa!! Soquei "pelas costas" para separar!! Me tiraram e voltei para socar " pelas costas" novamente , apenas para separar.
    1º Ninguém é idiota!
    2º O Wanderlei já é grandinho o suficiente para encarar uma briga sozinho.
    3º O que você fez além de covardia é coisa de criminoso.
    4º Não é covarde?! Vai lá com Sonnen , " SOZINHO" e tenta dar um murro na cara dele , PARA VER O QUE TE ACONTECE.
    5º Não compraria nada vinculado ao seu nome.
    #Covarde

    ResponderExcluir
  2. André Dida disse que fez isso para defender o Wanderlei, que foi por instinto, como qualquer um faria para defender um pai ou uma mãe. Primeiro que minha màe e meu pai não são lutadores de MMA profissionais como o Wanderlei; o Wanderlei provocou a briga; e se é para agir por instinto, o André Dida demonstra que não tem o mínimo de autocontrole, então não serve para ser professor e dono de academia; exibir a camiseta do Sonnen foi algo atrasado e primitivo. Um cara desses não é bom para o esporte, não é bom exemplo e não deve ser bom professor.

    ResponderExcluir