quinta-feira, 27 de março de 2014

Anderson diz que poderia voltar este ano, mas não quer: 'De 0 a 10, estou 9'

Anderson Silva já havia deixado claro na semana passada: 2014 é um ano de recuperação, e o retorno ao octógono do UFC deve acontecer somente em meados de 2015 (leia aqui a entrevista). Isso, no entanto, é uma opção bem pessoal do lutador. Em rápido bate-papo com o Combate.com na noite de quarta-feira, na academia Team Nogueira, no Rio de Janeiro, ele afirmou que já está quase 100% curado da fratura na perna esquerda sofrida na revanche contra Chris Weidman. Mesmo assim, não quer voltar a lutar este ano:

- Estou bem, cara. De 0 a 10, estou 9. Mas só volto ano que vem. Eu já estaria preparado para lutar este ano, mas não vou. Só ano que vem - disse ele, com exclusividade.

A fratura ocorreu ao aplicar um chute de esquerda que parou na defesa com o joelho de Weidman, atual campeão dos médios (até 84kg) do Ultimate. O americano, por sinal, vai enfrentar Lyoto Machida no UFC 175, dia 5 de julho, em Las Vegas. O Spider prevê equilíbrio, mas acredita no triunfo do compatriota:





- Vejo o Lyoto vencendo. É uma luta dura, difícil para o Lyoto e para o Weidman. O Weidman é campeão e tem que ser respeitado. É dura para os dois, mas estou confiante na vitória do Lyoto.

Após responder essas duas perguntas, Anderson usou o bom humor e saiu correndo ao ser questionado sobre ter mudado de opinião em relação a enfrentar Lyoto Machida e Ronaldo Jacaré, seus companheiros de categoria e que já treinaram junto dele há algum tempo - antes ele dizia que não os enfrentaria, e da última vez disse o contrário. Antes disso, mostrou muita confiança no amigo de longa data Rodrigo Minotauro, que enfrenta Roy Nelson no dia 11 de abril, em Abu Dhabi. O Spider disse ter 90% de certeza que Minotauro vencerá.

Por: Ivan Raupp/Combate
Foto: Ivan Raupp

Um comentário: