quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Wand, sobre briga com Sonnen: 'O pessoal vai ver que eu tinha razão'

Dois desafetos declarados, Wanderlei Silva e Chael Sonnen já deixaram a expectativa para o início do TUF Brasil 3 lá no alto somente com o anúncio de que ambos seriam os treinadores da temporada deste ano. No fim de janeiro, Dana White revelou que os dois lutadores brigaram durante as gravações, aumentando ainda mais a curiosidade dos fãs de MMA. Em entrevista concedida à imprensa brasileira nesta terça-feira, Wand não deu muitos detalhes sobre o episódio e ainda pediu desculpas. Mas deixou um mistério no ar sobre o que ocorreu de fato entre ambos e como a história terminou.

- Eu até falo para o pessoal "não faça isso, não faça aquilo", mas o cara (Chael Sonnen) me tirou do sério algumas vezes. Queria até pedir desculpas para as pessoas e que entendam, eu não tenho sangue de barata. Não dá, né? O chefe (Dana White) é neutro, ele gosta do justo. O justo foi feito, então está tudo certo. Quando passar no programa o pessoal vai ver que eu tinha razão. Aconteceu ali o que todo mundo queria fazer (risos) - disse o brasileiro.

Wanderlei Silva sempre foi um dos alvos preferidos das provocações de Chael Sonnen. Dois episódios sobre essa rivalidade ficaram marcadas na memórias dos fãs: uma ameaça que o brasileiro fez ao americano em um carro e um encontro com direito a encarada tensa e xingamentos. Wand fez uma crítica ao jeito que Sonnen usa para se promover dentro do Ultimate.

- Esse marketing, se ele conseguir levar para o lado bom, é bom. Para ele é bom. Só não é bom para quem ele fala mal, não é? Dos países que ele fala mal, das crianças que ele fala mal, das mulheres que ele fala mal... Isso não é legal. Acho totalmente ruim você fazer piadinhas assim para ganhar um dinheiro a mais.

Para tentar acalmar os ânimos dos dois dentro do programa, a direção do reality show convocou Hortência e Isabel, respectivamente ex-jogadores da seleção brasileira de basquete e vôlei, para ajudá-los. A ideia foi bastante elogiada por Wanderlei Silva.





- Achei muito legal, foram duas atletas de ponta. Elas deram uma humanizada no vestiário. Se você chega lá e pergunta quem está cansado, quem não quer treinar, ninguém vai levantar a mão e dizer que não quer. Todo mundo dirá que vai. E muitas vezes o cara está cansado, está mal de cabeça, meio chateado, e então é bom porque elas conseguiram tirar algo deles que às vezes a gente não conseguia. Falavam uma palavra legal, faziam alguns exercícios para unir o grupo, algumas coisas diferentes... Foi muito interessante ter esse contato com elas.

Sobre os lutadores do prgorama em si, Wanderlei Silva ficou muito contente com o nível apresentando e revelou que quer ver todos eles, inclusive os que estiveram na equipe de Chael Sonnen, com pelo menos mais uma chance no Ultimate. O programa deste ano, após a primeira eliminatória, terá oito pesos-pesados e oito pesos-médios na casa.

- É a chance das vidas desses caras. Se o cara chegar aqui e fizer corpo mole, ele está morto. Tem que chegar aqui e dar a vida mesmo. O lutador que chega à semifinal, à final ou o cara que se apresenta bem, ele vai ter a chance de voltar para o UFC. Não só os caras que ganham voltam, né? Aliás, vou falar para o patrão (Dana White, presidente do UFC) dar pelo menos mais uma chance a todos, mesmo os que não foram para a final. Usar esses caras para lutar novamente agora, ou entre si ou contra atletas de outros centros para ver a performance deles lá. Dos dois times. Porque aqui eles lutam em uma situação muito adversa. Eles moram em uma casa por um mês com outros lutadores, com o cara que você vai lutar, tem o desgaste emocional, tem o desgaste da comida, do sono. E tudo isso influencia muito no desempenho do atleta - analisou o ex-campeão do Pride.

Wanderlei Silva também comentou especificamente sobre os pesos-pesados do TUF Brasil 3. Para ele, dificilmente o programa revelerá lutadores para a categoria. Wand acredita que os atletas têm bastante potencial, mas são pequenos para enfrentar os gigantes do Ultimate. O ideal, portanto, seria descer de divisão.

- Acho que muitos (lutadores do TUF Brasil 3) serão aproveitados. O nível estava muito bom. Todos os caras fortes, sarados, não tinha nenhum gordo nem nada... Todos na ponta dos cascos, o nível no Brasil está crescendo muito. (...) Os pesos-pesados não estavam muito grandes, os mais pesados tinham 106kg, 107kg. São caras que lutam até 93kg (meio-pesados). Dos pesos-pesados mesmo eu não sei se terá algum que vai lutar na categoria, mas entre os meio-pesados com certeza eles vão incomodar - declarou.

A terceira temporada do TUF Brasil será exibida pela Rede Globo e tem previsão de estreia para o dia 9 de março. A final do programa, quando serão conhecidos os campeões das duas categorias, será no dia 31 de maio em local a ser divulgado. Chael Sonnen e Wanderlei Silva também lutarão nesse evento.

Por: Adriano Albuquerque/Globo Esporte
Foto: Adriano Albuquerque

Nenhum comentário:

Postar um comentário