domingo, 23 de fevereiro de 2014

Ronda nocauteia e mantém cinturão; Cormier arrasa rival em nova categoria

A principal luta da noite tinha uma favorita. Depois de vencer Miesha Tate, há menos de dois meses, Ronda Rousey tentava defender o cinturão pela terceira vez, agora no UFC 170, em Las Vegas. Ronda provou o ótimo momento que vive no Ultimate, calou a boca de quem critica seu lado "popstar" e venceu Sara McMann após acertar uma joelhada na rival. Nocaute técnico ainda no primeiro round.
O carisma e popularidade de Ronda impressionam. Dana White e a direção do UFC apostam pesado nela para expandir o nome da franquia ao redor do mundo e ganhar novos fãs. Depois de mais uma vitória ficará tudo mais fácil, embora antes do combate ela tenha recebido muitas críticas por uma possível falta de foco em sua carreira. Ela tem aproveitado sua fama no UFC e emplacado participação em filmes, mas alega que isso não atrapalha seu desempenho.





Pela frente, Ronda tinha a quarta colocada no ranking do peso galo. Sara praticava luta olímpica e ganhou inclusive a medalha de prata nas Olimpíadas de Atenas-2004. Ela migrou para o MMA e subiu ao octógono com um cartel de sete lutas, conquistando a vitória em todas as oportunidades. Mas ronda não fica atrás. A ex-judoca e atual detentora do cinturão do peso galo também tem uma medalha olímpica (bronze em Pequim-2008).

A musa Ronda Rousey provou sua popularidade na hora de entrar no octógono, levantando o público presente na arena em Las Vegas. O combate começou com as lutadores trocando golpes rápidos e logo Ronda mostrou que gostaria de acabar com o combate. Com pouco mais de um minuto de luta, ela conseguiu nocautear a adversária após uma forte joelhada e golpes do rosto. Parte da torcida vaiou a decisão da arbitragem de acabar o combate.

Daniel Cormier tem vitória arrasadora na estreia em nova categoria

Depois de uma carreira como peso pesado, Daniel Cormier estreou na categoria meio pesado. Com um cartel invicto no MMA, ele decidiu pela mudança para evitar um possível confronto com seu amigo e campeão dos pesados, Cain Velasquez. Pela frente, ele teve Patrick Cummins, que lutou quatro vezes na carreira e venceu todas.

E a primeira experiência de Cormier na nova categoria foi arrasadora e implacável. Ele acertou um bom direto de direita, derrubou o rival e finalizou com mais golpes, ainda no primeiro round. A vitória por nocaute técnico abre caminho para uma possível disputa de cinturão no futuro.

Demian Maia começa bem, mas é derrotado e fica mais distante de briga pelo cinturão

O brasileiro Demian Maia subiu no octógono em busca da reação. O meio-médio foi derrotado por Jake Shields em outubro de 2013 e ficou mais distante de lutar pelo cinturão. Para se levantar no UFC ele não teria vida fácil, Maia encarou Rory MacDonald, quarto colocado no ranking da categoria. Uma derrota no combate deixava o brasileiro distante de brigar pelo título, enquanto uma vitória dava fôlego ao brasileiro. Depois de começar bem a luta, Demian foi superado e derrotado por decisão unânime.

Demian conseguiu levar rapidamente a luta para o chão e dominar boa parte das ações no primeiro round. No segundo assalto, Maia não conseguiu manter o domínio e foi superado por MacDonald. A decisão ficou para o terceiro e decisivo período e o paulista conseguiu derrubar novamente o rival, que esquivou rapidamente e voltou para a luta, retomando o controle. No final, os árbitros decidiram por vitória de MacDonald.

Brasileiros no card preliminar

No combate brasileiro da noite, Raphael Assunção teve pela frente Pedro Munhoz, estreante no Ultimate. Assunção ocupa o terceiro lugar no ranking da categoria peso galo e vinha de cinco vitórias consecutivas no UFC. Assunção manteve o controle e um volume mais intenso de ataques durante o combate, aplicando mais que o dobro de golpes que o adversário, o que garantiu a vitória por decisão unânime. Com a vitória, ele aumenta as possibilidades de colar em Renan Barão e lutar pelo título da categoria.

O brasileiro Rafaello Oliveira também lutou no card preliminar, mas não aguentou a sequência de socos de Erik Koch ainda no primeiro round e foi nocauteado.

Confira todos os resultados do UFC 170:

Card principal

Ronda Rousey x Sara McMann  – peso galo – Vitória de Ronda Rousey por nocaute técnico
Daniel Cormier x Patrick Cummins – peso meio-pesado – Vitória de Daniel Cormier por nocaute técnico
Rory MacDonald x Demian Maia – peso meio-médio – Vitória de Rory MacDonald por decisão unânime
Mike Pyle  x T.J. Waldburger – peso meio médio – Vitória de Mike Pyle por nocaute técnico
Robert Whittaker x Stephen Thompson – peso meio-médio – Vitória de Stephen Thompson por nocaute técnico

Card preliminar

Alexis Davis x Jessica Eye – peso galo – Vitória de Alexis Davis por decisão dividida
Raphael Assunção x Pedro Munhoz – peso galo – Vitória de Raphael Assunção por decisão unânime
Cody Gibson  x Aljamain Sterling – peso galo – Vitória de Aljamain Sterling por decisão unânime
Zach Makovsky x Josh Sampo – peso mosca – Vitória de Zach Makovsky por decisão unânime
Rafaello Oliveira x Erik Koch – peso leve – Vitória de Erik Koch por nocaute técnico
Ernest Chavez  x Yosdenis Cedeno – peso leve – Vitória de Ernest Chavez  por decisão dividida

Por: UOL Esporte
Foto: Getty Images e UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário