sábado, 22 de fevereiro de 2014

Raphael Assunção espera enfrentar Renan Barão depois do UFC 170

Invicto desde que desceu para os pesos-galos, o brasileiro Raphael Assunção enfrenta neste sábado o estreante Pedro Munhoz no UFC Rousey x McMann. Inicialmente escalado para enfrentar Francisco Rivera, número 11 no ranking da divisão, o pernambucano viu seu adversário mudar faltando menos de 20 dias para o combate, pois Rivera quebrou a mão durante os treinos. Sem acreditar que o Ultimate iria encontrar um substituto em tempo hábil, Assunção iniciou uma campanha pelas redes sociais  para ser o próximo desafiante ao cinturão de Renan Barão, mas foi surpreendido pela rápida contratação de Munhoz:

- Eu fiquei surpreso quando soube que o tinham contratado, mas fiquei feliz porque iria continuar no card. Em uma situação como essa, na qual você já treinou, já está na reta final e perdeu seu oponente, não tem o que fazer.  Pelo menos vou lutar. É claro que uma vitória sobre o Pedro, que está acabando de chegar, não vai me deixar mais perto do meu objetivo que é o cinturão, mas eu acho que já venci cinco lutas seguidas desde que desci para a divisão dos galos e estou em posição de desafiar o campeão. Urijah Faber, Eddie Wineland e Michael Mc Donald já tiveram a sua chance, agora eu quero a minha. - declarou Assunção em entrevista ao Combate.com.

No duelo de brasileiros do UFC 170, o lutador sabe que não pode levar a pior, pois isso colocaria um fim às suas chances de ser o próximo desafiante da divisão. Apesar da pressão pelo resultado, o pernambucano está bastante confiante e afirma que não vai deixar a oportunidade passar:





- Eu estou aqui para lutar. Sei que o Pedro está fazendo a sua estreia, mas ele é um oponente duro e está invicto na carreira. No UFC não tem luta fácil, justamente por isso, preciso manter o foco no meu trabalho e buscar a vitória. Com relação ao camp de treinamento, eu já tinha terminado a preparação, nessas semanas finais a gente dá uma lapidada, melhora algumas coisas, então estou tranquilo e bem preparado. Ninguém vai estragar meu sonho de disputar o título.

E ao que tudo indica, a equipe de Renan Barão vai acompanhar de perto a luta de Assunção neste sábado. Dedé Pederneiras, treinador principal do campeão, concorda que Raphael deve ter sua chance ao título, caso vença o Pedro Munhoz, e o cenário perfeito para o duelo seria o Brasil:

- Provavelmente o Raphael Assunção será o próximo desafiante. Já estamos esperando isso. Com certeza essa luta poderia acontecer no Brasil. Acho que seria bom para os dois - disse em entrevista ao Lance!Net.

O canal Combate transmite o UFC 170 ao vivo neste sábado, com exclusividade, a partir das 21h30m (horário de Brasília).

UFC 170
22 de fevereiro de 2014, em Las Vegas (EUA)
 
CARD PRINCIPAL

Peso-galo: Ronda Rousey x Sara McMann
Peso-meio-pesado: Daniel Cormier x Patrick Cummins
Peso-meio-médio: Rory MacDonald x Demian Maia
Peso-meio-médio: Mike Pyle x T.J. Waldburger
Peso-meio-médio: Robert Whittaker x Stephen Thompson
 
CARD PRELIMINAR

Peso-galo: Alexis Davis x Jessica Eye
Peso-galo: Raphael Assunção x Pedro Munhoz
Peso-galo: Cody Gibson x Aljamain Sterling
Peso-mosca: Zach Makovsky x Josh Sampo
Peso-leve: Rafaello Oliveira x Erik Koch
Peso-leve: Ernest Chavez x Yosdenis Cedeno

Por: Evelyn Rodrigues/Combate
Foto: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário