segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Para Rousey, teste antidoping contra maconha é “invasão de privacidade”

As recentes suspensões de Jessica Eye e Yancy Medeiros pelo uso de maconha antes de suas lutas reacendeu o debate sobre o uso da droga no esporte. Amiga do ex-lutador Nick Diaz, que já foi flagrado em exames antidoping duas vezes por fumar a erva, a campeã peso-galo do UFC Ronda Rousey deu a sua opinião sobre o assunto.

Para a lutadora, procurar traços de maconha no organismo de lutadores não é função das comissões atléticas reguladoras, já que a droga supostamente não afeta a desempenho de um lutador.





“Isso está além dos direitos deles. É uma invasão de privacidade. Honestamente, eu acho que a maconha não é uma droga que melhora a performance.Nós somos testados por razões políticas. A Comissão Atlética existe para fazer com que as competições sejam justas, e eles nos testam por coisas que não têm relação com competições atléticas”, disse a campeã ao portal “MMA Junkie”.

Rousey fará seu retorno ao octógono no próximo dia 22, quando encara Sara McMann na luta principal do UFC 170, em Las Vegas (EUA).

Por: Ag. Fight
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário