terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Lutadores do UFC lamentam morte de atleta assassinado a tiros em Natal

Lutadores de MMA do Rio Grande do Norte lamentaram a morte do também atleta e professor de muay thai Luiz de França, assassinado a tiros na manhã desta segunda-feira, em frente a uma academia no bairro Cidade Satélite, na zona Sul de Natal. Parceiros de treino de França na Kimura Nova União, Jussier Formiga e Ronny Markes, que fazem parte do UFC, ficaram chocados com a perda do jovem.

- Eu conhecia ele desde o tempo em que treinávamos judô juntos. Fui eu quem o levou para treinar na Kimura. Era um cara tranquilo, centrado. Nunca teve problema com ninguém. Sempre gostou muito de treinar. A gente fica chocado e sem acreditar pela pessoa que ele era, um cara do bem, morrer dessa forma. É triste - disse Jussier ao GloboEsporte.com.

Por meio das redes sociais, Ronny Markes e Kimura Nova União também lamentaram o fato. O lutador definiu o crime como "um ato covarde". "Irmão vai com DEUS que ele te coloque ao seu lado!! Foi um ato covarde!! Muito triste ver uma cara cheio de vida, que sempre ajudou a todos!! Uma pessoa do coração sem tamanho, sempre pensando no próximo!!! [...] só quero que a justiça seja feita", disse o atleta em um texto publicado junto com uma foto de Luiz por meio de sua conta pessoal no Instagram.





 A Kimura Nova União usou uma rede social para comentar o caso. Na nota, o time lamentou a perda do atleta, definido como "uma pessoa do bem, alegre, de bem com a vida". "Ainda muito difícil de acreditar em tudo que aconteceu. Uma pessoa do bem, alegre, de bem com a vida... Vamos sempre guardar na mente e no coração momentos felizes e vitoriosos ao seu lado guerreiro. Fica nossos sentimentos para todos os amigos e familiares do nosso guerreiro e eterno Luiz de França", diz a íntegra da nota.

O crime

Luiz de França Sousa Trindade, de 25 anos, foi assassinado na manhã desta segunda-feira em frente à academia Alta Performance, no conjunto Cidade Satélite, na zona Sul de Natal. Ele foi atingido por vários disparos de pistola calibre ponto 40 e morreu no local. Um outro professor, cujo nome não foi divulgado, também foi baleado com um tiro na perna e foi socorrido ao hospital. Segundo o delegado Sílvio Fernando, titular da 11ª DP, o suspeito é um tenente da Polícia Militar, que fugiu numa moto acompanhado de outro homem. Ainda de acordo com o delegado, ainda não há uma motivação para os crimes. O delegado acrescentou que o PM não estava fardado e que a academia tem imagens de vídeo que mostram o momento em que ele chegou, saltou da moto e efetuou os disparos contra o lutador.

Por: Arthur Barbalho/Globo Esporte
Foto: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário