quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

GSP nega atrito pessoal com Dana: 'Ele é o melhor promotor do mundo'

No fim do ano passado, um dos principais assuntos dos bastidores do UFC foi o desentendimento entre Georges St. Pierre e Dana White. O atrito teve início com as declarações do canadense sobre uma suposta negligência da organização com os exames antidoping, logo antes de sua luta contra Johny Hendricks.

Após o combate no UFC 167, o clima não melhorou, já que Dana se mostrou descontente com a vitória St. Pierre por decisão dos juízes e externou seu desejo de uma revanche imediata para Hendricks. Apesar de tudo, no entanto, GSP não vê a divergência com o dirigente como algo pessoal.

- Lorenzo (Fertitta) é o chefe. Você tem que entender, eu não tenho medo ou raiva do Dana White. Ele é o promotor. Ele disse coisas e eu não levá-las para o lado pessoal. Dana é a cara do negócio. Ele é um promotor e o seu papel, como um homem de negócios, é querer fazer aquela revanche (contra Johny Hendricks) porque iria atrair uma grande audiência. Esse é o papel dele. Ele não se importa se você gosta, ama ou odeia, ele quer que você se ajuste. Esse é o principal papel de Dana White. Ele é um promotor. Provavelmente é o melhor promotor do mundo atualmente, entre todos os esportes - afirmou o ex-campeão dos meio-médios, em entrevista ao programa "Off the record", do canal canadense TSN.





St. Pierre também falou sobre seu afastamento por tempo indeterminado do MMA e comentou que trata-se de um hiato, e não sua aposentadoria definitiva.

- Não é uma aposentadoria. Eu diria que é mais de uma pausa, porque eu ainda não sei se vou me aposentar ou não no momento. Eu só sabia que precisava de uma pausa das competições. Eu comecei a fazer isso por diversão. Em seguida, a diversão tornou-se um negócio. Então não era mais divertido. Era muita pressão - revelou o canadense.

Aos 32 anos, Georges St. Pierre possui um cartel de 25 vitórias e apenas duas derrotas. O ex-detentor do título dos meio-médios possui o recorde de vitórias na história do UFC, com 19 triunfos, e defendeu seu cinturão por nove vezes antes de abandonar o posto de campeão para afastar-se do esporte.

Por: MMA Press/Lancenet
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário